icone deDOOM

ANÁLISE


DOOM

Por a


SWITCH
Nota
8
Muito Bom

13 Comentários...

#1 neveda

27 de Novembro, 2017, 00:28

Excelente análise, sobretudo o vídeo. :)
#2 niko_pt

27 de Novembro, 2017, 10:28

Eu tenho jogado na Ps4, neste caso corre a 60fps. Vou mais ou menos a meio.

É um fps old school, é sempre necessário uma certa exploração e procurar munições bem como recargas para o estado de saude, armadura, etc... No ano passado o jogo não teve grande recepção, por exemplo o ign.com deu 7.1/10, de uma forma geral isso deveu-se ao mau multiplayer. A id software no Wolfenstein new order optou por nem ter online, aqui devia ter feito o mesmo. Este estúdio é conhecido por estas duas séries e pela sua qualidade no modo campanha, é ai que investem quase tudo.

Pelos vistos na NSW cumpre apesar dos 30fps, concordo que é de uma diversão enorme. É um jogo rápido, ai a falta dos 60fps baixa certamente a qualidade da experiência, mas já existir o port na NSW é um feito!

Neste Doom as armas não têm tempo de carregamento, como é referido na análise, não se troca de carregadores. Apenas existem algumas que têm um tempo de load para as munições estarem prontas a serem disparadas. Glory kills é um sistema que acrescenta uma enorme diversão, ao contrário do que é escrito/dito na análise, isto é uma introdução nova e não uma substituição. Quando se acerta num inimigo e este fica desfalecido e já próximo da morte, é dada uma indicação que se pode ir para cima dele e espancá-lo até à morte, isto numa violência tremenda. Depende do "monstro", alguns ficam desmembrados, outros com o crânio esmagado, alguns com o coração arrancado e esmagado, e por ai fora. No fim, é permitido recuperar alguma "vida" e munições.

Este titulo traz algumas inovações, não só o Glory Kill como também a mecânica de combate, bem como a "ajuda" instantanea de reforço dos poderes para se destruir hordas de inimigos, se apanharmos um determinado item temos uma "ajuda" para pulverizar os monstros.

Este Doom é de enorme qualidade, dos melhores FPS que me têm passado pelas mãos, e ainda não joguei todo. O new order é excelente mas este não lhe fica atraz, até acho que é mais divertido.
#3 orochi

27 de Novembro, 2017, 12:06

Para mim este jogo já é apenas uma questão de quando é que o vou adquirir!
#4 niko_pt

27 de Novembro, 2017, 12:14

Há pouco esqueci-e, excelente análise e excelente video!
#5 Rony G

27 de Novembro, 2017, 13:12

orochi
Para mim este jogo já é apenas uma questão de quando é que o vou adquirir!
eu é mais por quanto do que quando... :P

Assim que chegue ao preço sweet spot, pimba... é meu! :D
#6 niko_pt

27 de Novembro, 2017, 13:15

Mas será que esta versão vai baixar rápidamente de preço?
#7 neveda

27 de Novembro, 2017, 13:16

Em 2018 é capaz, é Bethesda. A única questão é saber até que ponto a Nintendo está envolvida no marketing e distribuição do jogo. Isso pode atrasar uma baixa forte de preço.
#8 Rony G

27 de Novembro, 2017, 13:17

pois... não sei, mas espero bem que sim. :P
se bem que se baixar muito rapidamente é mau sinal para as vendas.

Mas eu tenho esperanças que para Janeiro já esteja ao preço das outras versões.

Claro que se eles imitarem as decidas de preço da nintendo... não desce depressa não. :/
#9 Hrs10

27 de Novembro, 2017, 14:45

Eu estou à espera da minha versão Ps4, por cerca de 13€.

Acho muito difícil que a versão Switch atinja esses valores brevemente.
#10 ze_samot

27 de Novembro, 2017, 15:02

Boa análise, gostei bastante do vídeo, excelente trabalho.

Expliquem-me só esta afirmação: "O manípulo analógico dos Joy-Con não permite muita variação de sensibilidade ao mexer a câmara num FPS como este". A limitação na sensibilidade da câmara deve-se ao baixo perfil dos analógicos dos joycons?

Este optei por comprar para a PS4. Novo a 10€ e a correr a 60fps foram argumentos superiores à portabilidade, neste caso.
#11 Filipe Padrão

27 de Novembro, 2017, 16:58

Excelente analise !
E posso confirmar que em mãos grandes o joy con é pouco pratico e "ainda bem" que está apenas a 30 fps´s porque a 60 fps seria mais dificil de me mexer neles.
O preço como havia dito é elevado e tendo em conta o "downgrade justificável" e o selling point ser apenas a portabilidade eu diria que entre 20-40€.
Comprei na promoção da Worten PAGUE 2 leve 3 e ficou me a sensivelmente 34€ este , 34€ o Samus 3DS e 34€ Yakuza Kiwami PS4 Caixa metalizada!
Recomendo o vicio mesmo para quem jogou e o PONTO NEGATIVO MÁXIMO é os joy cons porque se jogarmos em modo docking com o PRO resolve-se e surge outro problema dos 720p e aquelas LOW TEXTURES , que para quem jogou as outras versões , não recomendo! Sobra o modo "stand" com o PRO que para pitosgas como eu é para esqueçer !
Agora vou para o WC jogar DOOM !!!! Cumps
#12 Zeldrak

27 de Novembro, 2017, 21:57

ze_samot
Expliquem-me só esta afirmação: "O manípulo analógico dos Joy-Con não permite muita variação de sensibilidade ao mexer a câmara num FPS como este". A limitação na sensibilidade da câmara deve-se ao baixo perfil dos analógicos dos joycons?
Os joy-Con em si têm travel muito pequeno em comparação, por exemplo, a um comando pro ou a um comando de PS4. A Switch sofre um pouco do mesmo problema de FPS que a Vita, em que os analógicos são 8 ou 80 na sensibilidade, o minimo movimento que fazes, e a camara mexe-se a velocidade máxima que colocaste nas opções. É realmente o que me chateia, e impediu-me de jogar um pouco melhor, ainda mais quando não tenho Pro Controller, tive de passar algum tempo a ajustar a sensibilidade nas opções para ser o minimo confortável jogar.
#13 niko_pt

27 de Novembro, 2017, 21:58

Com o pro controler esse problema não deve existir.

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.