icone deResident Evil 7 anunciado para a Nintendo Switch

NOTÍCIA


Resident Evil 7 anunciado para a Nintendo Switch

Por Nuno Nêveda a


SWITCH
ESHOP
66

66 Comentários...

#46 Deus ex-Machina

23 de Maio, 2018, 22:23

@Bacx O @gusema ja respondeu e basicamente subscrevo tudo o que ele disse.

Resta acrescentar que
Bacx
Depois não esquecer que se quiseres no futuro voltar a jogá-lo tens de pagar de novo
True. No entanto ha muitas pessoas como eu que, apos terminar um jogo, nao voltam a pegar nele. A titulo de exemplo, nao rejoguei nada da Wii ('a excepcao do Disaster, lol, nao me perguntes porque); da Wii U igual - tambem nao joguei nada repetido nem tenho intencao de o fazer. Da N64 os unicos que voltei a pegar novamente foram os multiplayer (Diddy Kong Racing, GoldenEye). Jogos singleplayer acabam sempre por ficar esquecidos.
Also, mesmo que queira voltar a pegar, anos mais tarde, provavelmente encontro mais barato neste servico ou noutro lado.

E' um sistema de aluguer - quem aderir ja sabe que passado algum tempo fica sem o mesmo. Um bocado como quem alugava filmes e, se quisesse rever, teria que o alugar novamente.

Quanto 'a qualidade do streaming, relembro que ha' uns anos atras (e nem tao poucos) fazer streaming de filmes online era uma miragem. Hoje em dia e' do mais comum. Eu proprio vejo tudo hoje em dia por streaming. E certamente que sera aplicada uma tecnologia qq diferente a este servico para melhorar as condicoes. Nao quer dizer que nao havera' falhas - porque certamente as havera no inicio - mas estou confiante que estando a apostar neste modelo, a Capcom ja testou a fiabilidade do streaming online na Switch.
#47 Bacx

23 de Maio, 2018, 22:43

gusema
Ai dou-te razão mas mesmo com esse inconveniente/risco estaria disposto a arriscar a fraca qualidade do streaming. Como é óbvio só testando uma vez para garantir que não é excessivo mas acredito que não seja assim tão mau.
Pensa assim, qualquer atraso ou quebra tem impacto imediato na forma como jogas, imagina um jogo com quebras de framerate mas que em vez da lógica do jogo estar sincronizado com o frame que vês, na verdade o jogo já esta a processar à frente e tu ainda a ver o "passado", portanto injogável. Isto para não falar de que do ponto de vista do input a latência é sempre maior e flutuante pois depende da tua internet.

gusema
Primeiro, eu por acaso prefiro mesmo os 15€ por 6 meses do que 5€ por uma semana. Eu por exemplo actualmente tenho pouco tempo para jogar e para acabar o Borderlands vou demorar umas 3/4 semanas e trata-se de um jogo com uma longevidade semelhante.

Segundo, e volto a repetir, não acho que seja a solução ideal. O ideal era ter vários prazos a preços diferentes mas é preciso ver isto como um começo e como uma primeira experiência. Se houver adesão num passo seguinte tornam o sistema mais sofisticado, até podem adicionar opções de estender o aluguer por um preço reduzido caso a pessoa esteja a gostar do jogo. No entanto, não acho que seja expectável que todas estas opções estejam disponíveis logo nas primeiras tentativas porque isso é algo que tem de se ir melhorando aos poucos.
Repara que se demorasses 3 semanas, podias comprar 3 vezes e ficava pelo menos preço (Btw o jogo é 20 euros e não 15 euros por 6 meses). Além disso se calhar sabendo que tinhas menos tempo até o despachavas mais rápido. E até concordando que o ideal seriam vários prazos diferentes (como fazem grande parte dos sistemas de aluguer), o facto da experiência ser em streaming faz logo do produto algo muito inferior.

gusema
Por essa lógica nem comprava o jogo para a Switch já que o arranjo mais barato noutras plataformas. Aliás nem se fazia port nenhum para a Switch porque noutras consolas arranjas mais barato. Tens de comparar o valor do aluguer com o possível preço do jogo na SWITCH.
Mas lá está, tu não estas a comprar o jogo para a Switch, estás a alugar a possibilidade de o jogar remotamente, algo com muito menos valor que um port do jogo para a Switch. A Capcom pode perfeitamente estender este produto a uma gama de máquinas incluindo a PS4 e a Xbox onde então o valor seria zero. O que eu quis demonstrar é que o preço que aqui oferecem é um exagero brutal mediante a perda dos benefícios de um jogo tradicional. Um port a 60 euros seria muito mais razoável que isto.

Deus ex-Machina
Quanto 'a qualidade do streaming, relembro que ha' uns anos atras (e nem tao poucos) fazer streaming de filmes online era uma miragem. Hoje em dia e' do mais comum. Eu proprio vejo tudo hoje em dia por streaming. E certamente que sera aplicada uma tecnologia qq diferente a este servido para melhorar as condicoes. Nao quer dizer que nao havera' falhas - porque certamente as havera no inicio - mas estou confiante que estando a apostar neste modelo, a Capcom ja testou a fiabilidade do streaming online na Switch.
Streaming de vídeo e streaming de jogos é muito diferente como já expliquei. Isto para não falar que muitas das coisas que as pessoas chamam streaming é apenas download progressivo ou um misto. Verdadeiro streaming é sempre algo que tem de estar em directo como Twitch. O Netlfix por exemplo é um misto e portanto muito mais flexível. Em streaming de jogos estás totalmente à mercê do teu serviço de internet.

Deus ex-Machina
True. No entanto ha muitas pessoas como eu que, apos terminar um jogo, nao voltam a pegar nele. A titulo de exemplo, nao rejoguei nada da Wii ('a excepcao do Disaster, lol, nao me perguntes porque); da Wii U igual - tambem nao joguei nada repetido nem tenho intencao de o fazer. Da N64 os unicos que voltei a pegar novamente foram os multiplayer (Diddy Kong Racing, GoldenEye). Jogos singleplayer acabam sempre por ficar esquecidos.
Also, mesmo que queira voltar a pegar, anos mais tarde, provavelmente encontro mais barato neste servico ou noutro lado.

E' um sistema de aluguer - quem aderir ja sabe que passado algum tempo fica sem o mesmo. Um bocado como quem alugava filmes e, se quisesse rever, teria que o alugar novamente.
Atenção que eu não estou contra o sistema de aluguer por si, mas sim ser o modelo usado para vender um jogo em streaming e as modalidade limitadas que tem de aluguer.
#48 G.E.R.M.A.N.

23 de Maio, 2018, 23:09

Zetsu
Achar caro é normal em tudo, as pessoas vão sempre querer pagar o mínimo possível. E não é por acaso que nas aquisições se gabam de quando arranjam jogos a 5€, mas nem mencionam preço quando arrotam 100€ por um cartucho qualquer, diria que é até um estigma cultural. Pagas pouco és fixe, mas no fundo só gastaste dinheiro, não é propriamente um grande feito.

Por outro lado eu nem acredito que dei 1,74€ pelo Skullgirls para PC numa promoção da Steam quando o jogo para mim, por toda a sua componente artística, vale muito mais do que dei por ele.

Quanto ao advertisement serás sempre um alvo na sociedade em que vives. E nunca uma empresa cujo objectivo é aumentar o volume de vendas te vai tornar consciente dos teus gastos, a não ser com manobras do género "Se subscrever 1 mês poupa 25% no segundo, mas se subscrever 2 meses poupa 40% no terceiro." Agora se tomares consciência do serviço que estás a subscrever as vantagens podem ser enormes. Não acho que seja um hábito, mas posso concordar em que talvez possa existir uma forte carga de influencia dado a expansão no mercado. "Todos têm, deve ser fixe, também vou ter." Embora no caso do Netflix julgo que fala mais alto o factor "comodidade". Outros serviços de subscrição têm expressão reduzida, tipo o Youtube Red.

Usado o exemplo do Plus, porque é o único serviço que subscrevo, ficou-me a 3.33€ por mês, tendo em conta que já joguei GOT da TellTale, Until Dawn, Mad Max, Beyond Two Souls, BloodBorne, Downwell, Darksiders II, MGSV, Child of Light, inFAMOUS: Second Son, RIME, Batman Tell Tale, Ratchet and Clank, entre outros indies, comprando a retalho nunca eu poderia jogar isto tudo, e o que ainda vier, pelos 50€ que dei por 15 meses de PS Plus.

Quanto a isto ser streaming não sei como funciona, mas não me parece que seja feito ás 3 pancadas também, ainda assim concordo que os 15€ possa ser algo elevado por se tratar de apenas 1 jogos. Agora um serviço de subscrição por streaming na volta pode funcionar bem, nunca experimentei, mas também isto é apenas um paralelo do mote da discussão claro.
Eu não discordo em quase nada do que dizes, excepto de as compras serem mais conscientes. Sim, há muitas vantagens em conheceres os serviços e podes tirar o máximo proveito disso, mas o consumidor tem cada vez mais tendência a ser guiado nas suas compras. Serviços de subscrição são como correr ao final do dia depois de chegar do trabalho, fazem parte da rotina. Acabamos por jogar coisas que nunca pensaríamos em jogar, acabamos por ver coisas que nunca pensaríamos ver e nem demos conta disso.
#49 gusema

26 de Maio, 2018, 23:07

Bacx
Além disso se calhar sabendo que tinhas menos tempo até o despachavas mais rápido.
Aqui discordo totalmente, eu gosta de jogar ao meu ritmo e não estar pressionado para acabar. 6 meses é tempo mais que suficiente para acabar um jogo.

Bacx
Mas lá está, tu não estas a comprar o jogo para a Switch, estás a alugar a possibilidade de o jogar remotamente, algo com muito menos valor que um port do jogo para a Switch. A Capcom pode perfeitamente estender este produto a uma gama de máquinas incluindo a PS4 e a Xbox onde então o valor seria zero. O que eu quis demonstrar é que o preço que aqui oferecem é um exagero brutal mediante a perda dos benefícios de um jogo tradicional. Um port a 60 euros seria muito mais razoável que isto.
Mas este jogo é feito para pessoas que não têm hipóteses de jogar o jogo noutra plataforma. A percentagem de pessoas que compram estes ports apena pela portabilidade é baixa, ainda para mais um jogo de terror que requer um bom ambiente à volta para aproveitar.
#50 Deus ex-Machina

27 de Maio, 2018, 00:05

Ha que compreender que nem todos os consumidores sao iguais. Uns preferem fisicos, outros digitais e outros num meio-termos. E, convenhamos, o modelo fisico esta' para morrer, tal como na musica e no cinema. Hoje em dia so mesmo die hard fans e' que compram filmes e musica. O resto prefere na versao digital - e' muito mais comodo ligar o Netflix e seleccionar algo da lista.

Por outro lado, o comercio paralelo de jogos em segunda mao nao ajuda em nada as empresas. Esta e' mais uma medida que vem contribuir um pouco para a distribuicao justa dos lucros.

A titulo de exemplo, se este sistema de "aluguer por 6 meses a 15/20£" tivesse saido na Switch ha mais tempo com jogos como Zelda, Doom, Skyrim, Rabbids ou afins, eu ja os teria jogado neste momento.
#51 neveda

27 de Maio, 2018, 09:07

A questão aqui não é físico vs digital, é ser por streaming que tem óbvios problemas de latência. É algo de muito mais relevante nos videojogos que no cinema/tv.
#52 Blair

27 de Maio, 2018, 09:40

@neveda estou de acordo. Neste caso específico, o consumidor paga para fazer streaming de apenas um jogo, quando existem pelo menos dois serviços com uma vasta selecção de jogos novos e antigos que podem ser descarregados para a consola.
#53 neveda

27 de Maio, 2018, 09:58

Nem estou a falar do preço para o consumidor, estou a falar que é uma tecnologia que ainda não serve de forma aceitável para os videojogos do ponto de vista técnico.
#54 Blair

27 de Maio, 2018, 10:32

Isso é verdade. Eu duvido que consigam manter o jogo a correr de um modo fluido mesmo dentro de casa, quanto mais com as consolas em movimento, na rua ou nos transportes públicos.
#55 Zetsu

27 de Maio, 2018, 14:12

Isto no mercado japonês deve estar a funcionar por isso é que o Phantasy Star Online 2 da Switch nem sequer foi anunciado para a Europa por funcionar via streaming. O que pode acontecer é o jogo não chegar à Europa.
#56 G.E.R.M.A.N.

27 de Maio, 2018, 14:19

Nem o da Switch, nem o da PS4, Vita e PC. Infelizmente, a Sega, não quer trazer PSO para cá :(
#57 Deus ex-Machina

27 de Maio, 2018, 14:34

O jogo ainda nem saiu e ja estao a dizer que o streaming e' mau....lol


Blair
Isso é verdade. Eu duvido que consigam manter o jogo a correr de um modo fluido mesmo dentro de casa, quanto mais com as consolas em movimento, na rua ou nos transportes públicos.
Servicos destes nao sao para se jogar na rua em Wifi publicas.
#58 Rony G

27 de Maio, 2018, 14:34

Eu espero que isto lá funcione melhor que cá... Porque acabei de tentar experimentar isto é o jogo caiu logo na cutscenes inicial devido às quebras. Mas isso até deve de ser mesmo por causa dos servidores, que o jogo no canto superior esquerdo acusa a qualidade do sinal wi-fi, é o meu estava sempre a zero apesar da minha switch ter sinal wi-fi excelente por estar a menos de um metro do router.
#59 Rony G

27 de Maio, 2018, 14:35

Deus ex-Machina
O jogo ainda nem saiu e ja estao a dizer que o streaming e' mau....lol



Servicos destes nao sao para se jogar na rua em Wifi publicas.
*Cof* *cof* Já saiu há dois ou três dias no Japão. Mas se leres o meu comentário vais perceber que só mesmo os japoneses te vão poder dizer se funciona ou não...
#60 Deus ex-Machina

27 de Maio, 2018, 14:37

Nao me apercebi disso. Sacaste da eshop japonesa?

EDIT, btw, parece que nao funciona fora do Japao para ja.
http://www.nintendolife.com/news/20...d_version_doesnt_really_work_outside_of_japan

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.