icone deWii U celebra o primeiro aniversário

CRÓNICA


Wii U celebra o primeiro aniversário

Por Manuel Morais a


WII U
3

3 Comentários...

#1 BraveBold

2 de Dezembro, 2013, 05:09

So espero que tenha um sucesso relativo para a Nintendo continuar a apostar nela e para nos dar daaqui por uns belos anos uma sucessora
Se a aposta se mantiver, qualidade nao ira faltar
2014 com: Watch Dogs, "X", Donkey Kong, SSB, M Kart, Bayonetta2 e uns quantos indies que vao ser lançados vai ser um ano de ouro para mi :)
#2 Rony G

2 de Dezembro, 2013, 15:48

O pior que pode ocorrer à Wii U, imo, é tornar-se numa GC 2...

O que para a companhia é mau, para os jogadores nem por isso... Sim, não ter jogos third party é MUITO mau. Mas isso "obriga" a casa mãe a lançar mais dos seus jogos e a qualidade geral do catálogo fica bastante elevada. O risco de se comprar shovelware fica extremamente reduzido.
Por outro lado, os indies aparentam estar a gostar bastante da e-shop, infelizmente como só começaram a trabalhar para ela depois da consola ter saído temos excelentes projectos para o futuro mas poucos para o presente. No entanto, as companhias que já lá lançaram jogos, por exemplo a two tribes, cada vez lança mais e continua a apoiar os que lançou originalmente e isto tudo com uma série de promoções à mistura (que infelizmente apenas algumas companhias promovem...)

Moral da história, um comprador de uma Wii U pode ter que comprar uma segunda consola ou ter um gaming PC para poder complementar o seu catálogo video-jogável, mas não vai ser por falta de qualidade no catálogo da Wii U que ele vai ser um jogador infeliz, já que o motivo que leva qualquer pessoa a comprar uma consola nintendo, os seus jogos first party, vão lá estar e se calhar com mais força que se a consola fosse um sucesso de vendas!
#3 BraveBold

2 de Dezembro, 2013, 17:30

Rony G escreveu:
O pior que pode ocorrer à Wii U, imo, é tornar-se numa GC 2...

O que para a companhia é mau, para os jogadores nem por isso... Sim, não ter jogos third party é MUITO mau. Mas isso "obriga" a casa mãe a lançar mais dos seus jogos e a qualidade geral do catálogo fica bastante elevada. O risco de se comprar shovelware fica extremamente reduzido.
Por outro lado, os indies aparentam estar a gostar bastante da e-shop, infelizmente como só começaram a trabalhar para ela depois da consola ter saído temos excelentes projectos para o futuro mas poucos para o presente. No entanto, as companhias que já lá lançaram jogos, por exemplo a two tribes, cada vez lança mais e continua a apoiar os que lançou originalmente e isto tudo com uma série de promoções à mistura (que infelizmente apenas algumas companhias promovem...)

Moral da história, um comprador de uma Wii U pode ter que comprar uma segunda consola ou ter um gaming PC para poder complementar o seu catálogo video-jogável, mas não vai ser por falta de qualidade no catálogo da Wii U que ele vai ser um jogador infeliz, já que o motivo que leva qualquer pessoa a comprar uma consola nintendo, os seus jogos first party, vão lá estar e se calhar com mais força que se a consola fosse um sucesso de vendas!

Acredito bastante que a Nintendo vai conseguir lançar muitos mais jogos na Wii U do que o fez na Gamecube, e por varios motivos
Aumentou o seu numero de trabalhadores
Aumentou o numero de companhias que tem e aumentou tambem o numero e os estudios dessas mesmas companhias Ja foi inclusive relatado que tanto a Monolith Soft como a Retro conseguem nesta altura estar a trabalhar em 2 projectos diferentes
Tem mais dinheiro para investir em titulos 2nd Party (temos ja alguns exemplos como W101, Bayonetta, Last Story(este na Wii), etc)

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.