icone deNintendo prevê enviar apenas 800 mil Wii U para as lojas neste ano fiscal

25 Comentários...

#1 Kensh

27 de Abril, 2016, 13:37

O melhor que podem fazer já que vão saltar para a NX e não conseguem baixar o preço da consola e assim vai vendendo o stock que têm em lojas.
#2 Nosferato

27 de Abril, 2016, 13:49

Entramos numa nova era: a era de morte súbita das consolas.
#3 Nosferatus

27 de Abril, 2016, 14:35

Vergonhoso. Um tiro no pé.
#4 Bacx

27 de Abril, 2016, 14:45

Nosferato
Entramos numa nova era: a era de morte súbita das consolas.
Morte súbita? Mas Wii U já está morta há muito.

O estranho é que a Nintendo disse que a produção continuará até Março de 2018! Com um corte de preço conseguiriam vender um pouco mais, ainda que perceba que não o façam para manter as margens de lucro, mas sem a NX a sair em 2016 se calhar seria importante fomentar as vendas para gerar alguma presença no mercado.
#5 Nosferato

27 de Abril, 2016, 14:55

Exacto, a minha referência à morte súbita é precisamente por isso. A Nintendo, deixou a Wii U morrer do nada, a um ano praticamente do lançamento da NX.
Para mim, isto é muito mais grave do que saber que a consola ia perdendo o fôlego e estava morta, no ponto de vista de mercado.
A Nintendo jogou mal, e manchou por mais uma vez a confiança dos consumidores com o adiamento do Zelda, que apesar de estar extremamente previsível para todos, a Nintendo foi alimentando que o jogo sairia mesmo este ano.
#6 Bacx

27 de Abril, 2016, 15:02

Tenho de concordar contigo quanto ao Zelda, acho que não o deviam ter adiado para 2017, mais valia lançarem-no este Natal na Wii U e depois no lançamento da NX. Percebo que queiram repetir a estratégia da Wii, mas se a NX for o que acredito que é e tiver a tal linha de software gigante que tem aparecido nos rumores, não tinham nada a perder e tudo a ganhar.
#7 Sergiomota

27 de Abril, 2016, 16:05

Para aqueles que vão escrever aqui que a wii u teve poucos jogos .... Desafio esse usuario a dizer isso a minha mulher... Se sobreviver pago-lhe um jantar
#8 Catapirra

27 de Abril, 2016, 16:11

Sergiomota
Para aqueles que vão escrevever aqui que a wii u teve poucos jogos .... Desafio esse usuario a dizer isso a minha mulher... Se sobreviver pago-lhe um jantar
CHALLENGE ACCEPTED!!! xD
#9 Sergiomota

27 de Abril, 2016, 16:12

Catapirra
CHALLENGE ACCEPTED!!! xD
Hero mode é pouco para descrever o que vais encontrar... Imagino ao pessoal ca do forum que tem o triplo de jogos que eu tenho
#10 Nosferato

27 de Abril, 2016, 16:13

A Nintendo está a depositar muita confiança neste Zelda e na NX, sacrificando claramente o consumidor Wii U, manchando por duas vezes a sua imagem.
#11 Catapirra

27 de Abril, 2016, 16:14

Nosferatus
Vergonhoso. Um tiro no pé.
ves? o que todos estavamos a dizer era isto...
#12 Sergiomota

27 de Abril, 2016, 16:19

Nosferato
A Nintendo está a depositar muita confiança neste Zelda e na NX, sacrificando claramente o consumidor Wii U, manchando por duas vezes a sua imagem.
Eu depois deste star fox começo a pensar se a nintendo ainda tera a capacidade para reinventar os seus classicos...

Depois de anos a espera é bom que seja bom...
#13 Nosferato

27 de Abril, 2016, 16:24

^ o Star Fox foi claramente o pior de todos. Quanto ao resto, tirando o Mario 2D, creio que estejam todos a salvos, e nas mãos certas. Não vejo grande razões para alarmes quanto a isso, até porque a Wii U apesar de possuir um catalogo pouco diversificado, a maioria dos jogos lançados pela própria Nintendo possuem uma média muito positiva.
#14 Nosferatus

27 de Abril, 2016, 17:35

Catapirra
ves? o que todos estavamos a dizer era isto...
Não foi bem isto o que ALGUNS estavam a dizer.
A consola não foi descontinuada. Reduziram sim o envio de stocks. O que continua a ser uma tremenda burrice.
Caramba a consola mesmo moribunda podia vender bem acima de 800 mil num ano inteiro.


É isto basicamente reconfirma aquilo que te disse a ti e mais ALGUNS:

a Nintendo disse que a produção continuará até Março de 2018!
#15 neveda

27 de Abril, 2016, 17:38

Segundo consta será descontinuada em Março de 2018.

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.