icone deComic Con Portugal 2016

ARTIGO


Comic Con Portugal 2016

Por Ruben Abreu a


GERAL
11

11 Comentários...

#1 neveda

2 de Setembro, 2017, 15:29

E não é que a Comic Con para o ano vai mesmo para Lisboa?

Este país é uma vergonha nesta paranoia centralista. Tudo tem de passar por Lisboa.

Mas diga-se que não me surpreende. A edição de 2016 pareceu-me mais fraca e estava num limbo de crescimento. A passagem para Lisboa deve garantir mais patrocínios e sobretudo maior cobertura mediática. Pode passar a ficar ume vento de referência na Europa ou então não. Mas não deixa de ser triste.
#2 niko_pt

2 de Setembro, 2017, 15:38

Não vejo tristeza nenhuma, Lisboa é a capital do pais. Portugal não tem um problema centralista, bem pelo contrário.
#3 HBC

2 de Setembro, 2017, 15:39

Concordo plenamente mas vá lá, ao menos ainda temos a Red Bull Air Race... De qualquer forma, se houvesse algum recinto no Norte com as dimensões do Pavilhão Atlântico talvez Lisboa não estivesse assim tão centralizada.

EDIT:

@niko_pt é compreensível que Lisboa tenha mais coisas por ser a capital e por ter mais pavilhões adequados a esses eventos mas e o resto do país? O Porto neste momento está em crescimento em termos de ppopularidade mas em termos de eventos isso quase não se nota porque Lisboa tem os mais relevantes quase sempre.
#4 niko_pt

2 de Setembro, 2017, 15:42

O ano passado foi em Matosinhos, eu não vejo problemas em rodar.

Mas não deve rodar mais que Lisboa/Porto, sair destas duas cidades pode levantar problemas mas não é por causa do centralismo, tem a ver com o negócio em si.
#5 neveda

2 de Setembro, 2017, 15:46

Red Bull Air Race que tentaram tirar. A sorte é que foi um fiasco por lá. Outro que andam quase sempre a tentar tirar cá ao norte é o rally de Portugal. Felizmente aí os organizadores internacionais exigem que seja por cá.

niko_pt
Não vejo tristeza nenhuma, Lisboa é a capital do pais. Portugal não tem um problema centralista, bem pelo contrário.
É obvio que há um problema centralista em Portugal. E nunca o contrário. O centralismo não é só politico. É também financeiro.
#6 HBC

2 de Setembro, 2017, 15:46

niko_pt
O ano passado foi em Matosinhos, eu não vejo problemas em rodar.

Mas não deve rodar mais que Lisboa/Porto, sair destas duas cidades pode levantar problemas mas não é por causa do centralismo, tem a ver com o negócio em si.
Sim mas isto não será propriamente uma rotação, a meu ver é uma mudança definitiva. É bem sabido os problemas que a Exponor tem dado à organização da Comic Con em certos aspetos, talvez a mudança tenha a ver com isso e talvez a mudança para Lisboa revitalize o evento, mas que essa mudança trás um maior desequilibrio em termos de eventos entre Lisboa e o resto do país lá isso trás.
#7 neveda

2 de Setembro, 2017, 15:50

Atenção que eu não estou a culpar a organização em si. Os problemas com a Exponor são mais ou menos conhecidos, por exemplo. Aqui é um problema do país.

Como tinha dito por alturas da última Comic Con, fiquei com uma sensação estranha. O evento estava numa espécie de limbo e pode ser que esta mudança o torne numa referência, que consigam ter mais convidados relevantes, mais visibilidade.
#8 niko_pt

2 de Setembro, 2017, 15:56

@neveda , pelo que tu dizes só vejo beneficio na mudança.

Eu já vivi em três zonas do pais, até aos 12 anos na terra natal (Celorico de Basto), até aos 16 no Porto, e posteriormente em Lisboa/Setúbal até hoje (em zonas e situações diferentes). Eu estou farto do separatismo que há no nosso pais, a politica não é centralista porque devido ao mapa de eleitores as câmaras têm um peso enorme, o parlamento está cheio de deputados provincianos com mentalidade matarruana.

No povoamento e na economia ha um grande centralismo nas duas zonas metropolitnas (Porto e Lisboa), e isto não se vai resolver com mais regionalização. É este o problema de se centrar muita coisa em Lisboa, mas tem a ver com a atratividade do negócio.
#9 neveda

2 de Setembro, 2017, 16:07

Não estou a falar de regionalização nem nada que se pareça. Não é isso que está em causa.

Eu não sei se vai trazer benefícios. Os problemas de eventos como a Comic Con vão muito para além da localização. Começa logo na falta de público geek em Portugal. Não existe uma verdadeira cultura mainstream geek por cá. Isso condiciona tudo.

Provavelmente não irei em 2018 não por ser em Lisboa, tal como não devo ir agora em 2017, mas porque não gostei da edição de 2016.
#10 niko_pt

2 de Setembro, 2017, 16:13

Nesse aspecto da falta de publico nao deve melhorar em Lisboa, eu pensava que o problema maior tinha sido o espaço.
#11 Nosferato

2 de Setembro, 2017, 17:52

E já muito durou no norte do país. Os preços também nunca me convenceram, mas tenho de reconhecer que era um evento de grande envergadura.

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.