TumbleSeed

caixa de TumbleSeed
  • Plataforma:
    SWITCH
    ESHOP
  • Editora: aeiowu
  • Produtora: Team TumbleSeed
  • Género: Acção
  • Lançamento: 2 de Maio, 2017
Nota
6
Aceitável

Vídeos

Artigos

ANÁLISE


TumbleSeed


O poder das sementes.

Por António Branquinho a 25 de Maio, 2017, 19:11

SWITCH
ESHOP
0
imagem Trailer de lançamento de TumbleSeed

NOTÍCIA


Trailer de lançamento de TumbleSeed


Já disponível na eShop da Nintendo Switch.

Por Nuno Nêveda a 3 de Maio, 2017, 10:16

SWITCH
ESHOP
0
imagem TumbleSeed ganha data de lançamento

NOTÍCIA


TumbleSeed ganha data de lançamento


Chega à eShop da Nintendo Switch a 2 de Maio.

Por Nuno Nêveda a 14 de Abril, 2017, 23:25

SWITCH
ESHOP
2

Comentarios

3 Comentários...

#1 KnOxEr

26 de Maio, 2017, 01:32

Finalmente criaram um tópico, :p
Tenho andado a jogar isto e só tenho a dizer que é dos jogos mais difiiceis que já joguei, mas por agora tem me feito voltar a tentar uma, duas, trez, quatro, cinco,...., vezes...
Mas como qualquer roguelike gerado aleatorimante, depende um pouco da sorte, consigo comparar imenso com o spelunky por exemplo, que tambem chegava a niveis de frustração parecidos e dependia muito tambem do layout que calhava para os niveis.
Acho que exageraram um pouco com a analise, é um jogo que padece de um pouco de paciencia para aprender bem as mecanicas de jogo (coisa que quem fez a review não me pareceu ter muita), obviamente que depois do tuturial não estás preparado para nada, o jogo a serio só começa depois no segundo nivel.
#2 Rony G

26 de Maio, 2017, 10:53

KnOxEr
o jogo a serio só começa depois no segundo nivel.
Segundo nível que, tal como indicaste por experiência própria, pode ser mais fácil de terminar que o primeiro já que os níveis são gerados aleatoriamente.

Basicamente a grande crítica a este jogo é que a dificuldade não é escalável, não segue uma lógica, e existem alturas que é impossível acabar o jogo.

Não é definitivamente um jogo para todos apesar de agradar claramente a um nicho dos jogadores que gostam de roguelikes, mas a verdade é que eu me incluo na maioria dos jogadores que gosta de roguelikes que preferem algo com uma dificuldade lógica escalável e que eu dependa somente da minha técnica e não da sorte.

Se os níveis automáticos fossem um bónus após terminar o jogo com níveis pré-definidos e de dificuldade progressiva, epá... excelente e era uma cena que elevava a nota do jogo facilmente para qualquer pessoa que o analisasse. Mas a verdade é que não é.
#3 KnOxEr

26 de Maio, 2017, 12:10

Rony G
Segundo nível que, tal como indicaste por experiência própria, pode ser mais fácil de terminar que o primeiro já que os níveis são gerados aleatoriamente.
Não, o tipo de inimigos que aparecem no segundo nivel por si só, fazem com que seja muito mais dificil que o primeiro. Mas é como disse, quem jogou, por exemplo, Spelunky ou Crypt of the Necrodancer, sabe no que se está a meter.

Rony G
Não é definitivamente um jogo para todos apesar de agradar claramente a um nicho dos jogadores que gostam de roguelikes, mas a verdade é que eu me incluo na maioria dos jogadores que gosta de roguelikes que preferem algo com uma dificuldade lógica escalável e que eu dependa somente da minha técnica e não da sorte.
A questão da tecnica aliada à aleatoriedade dos niveis é o que basicamente define "roguelike" como tipo de jogo, nunca vai depender somente da tua tecnica/ do layout gerado aleatoriamente, logo estas a olhar para o jogo como se de outro tipo se tratasse...

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.

Imagens