icone deMax: The Curse of Brotherhood

ANÁLISE


Max: The Curse of Brotherhood

Caneta mágica.

SWITCH
ESHOP

Por António Branquinho a


Nota
7
Bom

António Branquinho, Moderador

Desde que se recorda que tem duas paixões, vídeo-jogos e sumo de cevada. A única coisa que o pode fazer largar uma mini bem geladinha é um novo jogo de Picross ou Fire Emblem, e mesmo nessa situação não é garantido que tal ocorra.

1 Comentário...

#1 Filipe Padrão

9 de Janeiro, 2018, 16:51

Gostei deste jogo no PC! Para quem gosta de plataformas é acima da média mas não inova no gênero! Great review !!

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.