16 Comentários...

#1 Shiny

17 de Dezembro, 2018, 12:27

Fico muito feliz por ter finalmente participado no meu primeiro episódio do Podcast FNintendo. Foi um prazer ter feito parte da conversa, e espero poder participar em muitos mais :vitoria:
#2 Nosferato

17 de Dezembro, 2018, 12:29

Eu só tenho a dizer que o Bacx é muito provavelmente o maior fanboy de Smash de toda a Península Ibérica.
#3 ze_samot

17 de Dezembro, 2018, 14:10

Boa. Vou aproveitar para ouvir já agora na hora de almoço
#4 ze_samot

17 de Dezembro, 2018, 15:10

O jogo de oferta é o Yo-kai watch 3 xD
#5 BraveBold

17 de Dezembro, 2018, 15:22

E eu só tenho a dizer...que a voz do @Shiny é muito boa :love:

Em relação ao SSB, agora se percebe porque a Nintendo dedicou tanto tempo de direct. Porque inicialmente houve muita gente que achava que era quase "port" e graças aos vários directs a Nintendo conseguiu tirar essa ideia de grande parte do pessoal

Yokai Watch 3 :p
#6 BraveBold

17 de Dezembro, 2018, 15:23

ze_samot
O jogo de oferta é o Yo-kai watch 3 xD
Haa ciganoooo...mais rapido no gatilho
#7 BraveBold

17 de Dezembro, 2018, 15:30

BTW

Onde podemos por as perguntas para o proximo podcast?

A Gamegear até foi popular em Portugal...
Metade das vendas da consola deve de ter sido em Portugal

A Saturn comprei por 30 contas na altura A consola a qual guardo melhores memorias

BTW Na escola havia ja fanboy....so que era tudo Sega la na escola
Ainda me lembro do sonho "Molhado" de ter o Sonic contra o Mario e de imaginar que o Sonic ganhava facilmente ao Mario
#8 Nosferato

17 de Dezembro, 2018, 15:30

O Fnintendo na vanguarda das prendas de Natal. Incrível. Sempre a fazer crianças felizes.
#9 BraveBold

17 de Dezembro, 2018, 15:39

Quem fez a pergunta é dos anos 84 tambem Yeaaahhhhh

Nng percebe das grandes guerras como nós @neveda

Guerra do Golfo, Bosnia, fim da Guerra fria, Sonic Vs Mario
#10 ze_samot

17 de Dezembro, 2018, 16:30

Mais um óptimo podcast, parabéns aos "estreantes" que estiveram muito bem assim como os outros elementos, claro. O @Shiny tem o melhor sotaque, ou não fosse também eu algarvio hehe.

Em relação aos temas, a maior desilusão deste ano, a título pessoal, foi a ausência total de novidades relativamente a Metroid Prime 4. Depois do teaser de 2017 esperava pelo menos um trailer ou algumas palavras sobre o jogo no decorrer deste ano.

O jogo que me gerou mais hype foi algo relativamente recente mas que não deixa margem para dúvidas, Xenoblade Chronicles X. Para ser sincero, depois de ter jogado e me ter apaixonado pelo Xenoblade Chronicles da Wii, acho que qualquer coisa vinda da Monolith Soft com semelhanças ao jogo da Wii teria-me deixado cheio de hype. Vi e revi os vários trailers e vídeos a explicar o gameplay que a Nintendo foi lançando, numa tentativa vã de acalmar as expectativas que apenas acabavam por aumentar. Até que finalmente recebi a chamada para ir levantar o jogo uns 3 dias antes do lançamento e lá fui, ao final da tarde dum dia chuvoso, buscar o jogo que me deixou agarrado essa noite toda e consumiu-me imensas horas nas semanas e meses seguintes. Sinto que as expectativas não saíram defraudadas porque o que o jogo tinha a menos do que gostaria em história, compensou-o em grande escala na diversidade e dimensão de Mira.

A consola Nintendo que mais gostei e na qual mais me diverti tem de ser a Wii. Embora guarde muito boas recordações do Game Boy (provavelmente a consola onde enterrei mais horas, que me acompanhava para todo o lado e cujos jogos terminava vezes sem conta como se fosse a primeira vez) a Wii cativou-me pela diversidade de bons títulos de diversos géneros (é preciso saber escolher no meio de muita porcaria, também é verdade), pela novidade dos motion controls bem implementados mas permitindo muitas vezes a utilização de controlos convencionais, pelo facto de ter a componente de party console acessível a qualquer um e que me proporcionou imensas horas de diversão com pessoas que não têm por hábito jogar e, por último, pelo facto da Wii ser a melhor Gamecube. Além de tudo isto a Wii foi a consola que me fez retornar a este mundo dos videojogos à séria.

Em relação à rivalidade Sega vs Nintendo na minha zona tenho a dizer que sentia as coisas mais numa de confronto de mascotes, de Mario vs Sonic. A Sega era claramente predominante na geração dos 16-bits ao ponto de ter apenas um amigo com SNES e embora, olhando em retrospectiva, me identificasse como um Sega kid creio que era apenas por ver a marca como mais "adulta" que a Nintendo pois a verdade é que sempre me diverti mais com os jogos Nintendo. Isso era evidente no facto de adorar o Sonic como personagem apesar de não gostar dos jogos do ouriço e de achar o Mario sem piada mas não conseguir parar de jogá-lo.
#11 neveda

17 de Dezembro, 2018, 18:20

ze_samot
O jogo de oferta é o Yo-kai watch 3 xD
Ahaha. Parabéns pelo prémio. Já te envio por PM.
#12 G.E.R.M.A.N.

18 de Dezembro, 2018, 00:02

Parabéns pelo podcast, muito bom, melhor que o primeiro com óptimas adições à equipa. Foi uma conversa fluída, animada e com bons pontos, muito bem discutida e até com humor, gostei. Relativamente aos temas...

A maior desilusão foi talvez o online fraco, de facto. A falta de jogos não me chateia porque eu tenho tanto que jogar que até agradeço que não venha tudo de uma assentada, mas ter um online decente em pleno 2018 era o mínimo que se pediria ao pessoal da Nintendo, ainda para mais agora que é a pagar.

Quanto ao jogo que me deixou com mais hype, 3 nomes vêm-me à cabeça: Pokémon Gold/Silver, Half-Life 2 e Persona 4. Pokémon Red/Blue foi um evento social na altura, toda a gente na escola tinha o jogo e perdeu centenas ou milhares de horas com o jogo, pelo que o hype para o segundo foi algo de monstruoso na altura para mim e para os meus amigos. O Half-Life 2 foi outro que ansiei bastante depois de ter jogado o primeiro título e ficado vidrado, na altura (2004) não tinha Internet e babava-me com os screenshots do jogo que via nas revistas BGamer. O Persona 4 foi outro caso de hype intenso depois de ter jogado e devorado o Persona 3, aliás, se abrirem o tópico do jogo aqui do FN (de 2008 acho) podem ver que aguardava impacientemente a sua saída. No entanto, como referiu o neveda, hoje em dia a oferta é demasiado alta e o tempo demasiado escasso para sentir o hype que já senti noutros tempos e que provavelmente nunca irei experienciar novamente.

A minha consola Nintendo preferida é talvez a DS. Um conceito brilhante com os dois ecrãs, sendo um deles táctil, permitiu novas experiências muito interessantes, uma lufada de ar fresco, dando origem a uma das melhores bibliotecas de uma consola Nintendo, com muitos jogos dentro de géneros que eu adoro. Foi nesta consola que despertei o meu interesse por jogos de nicho, que acabaram por me oferecer experiências muito mais gratificantes que muitos AAA. A segunda preferida é provavelmente a NES.

Quanto à rivalidade Sega e Nintendo, foi o que já disseram, senti mais isso em relação às duas mascotes, Sonic e Mario. Pessoalmente, nunca entrei nessa luta porque tal como o Bacx, sou de 92, por isso a minha rivalidade veio mais ao de cima na era PS1 e PS2 em que era um fã fervoroso das consolas da Sony. No entanto, cresci com um primo que tinha a Mega Drive e posteriormente a Saturn e nunca senti o mesmo amor que ele pelo Sonic (que ainda hoje não sinto) e acabava sempre por voltar ao Super Mario no Game Boy. Tinha também um amigo que tinha uma SNES e lembro-me perfeitamente de ir a casa dele com o nosso grupo de amigos jogar a PS1 e o novo Resident Evil que na altura é que estava a bombar e enquanto todos se deliciavam com o novo jogo, eu fiquei intrigado pela SNES, o meu amigo mostrou-me o Street Fighter II e fiquei ali com ele a jogar, esquecendo completamente o motivo principal de termos ido ali.

Só um aparte, a Saturn custava 120 contos quando saiu, portanto cerca de 600€, baixou foi rapidamente de preço.
#13 ze_samot

18 de Dezembro, 2018, 00:24

Ainda hoje me questiono como é que os meus pais, que sempre foram pessoas bastante ponderadas nas suas despesas, deram cerca de 100 contos pela Saturn passados poucos meses do seu lançamento. Nem eu o faria hoje em dia para mim, quanto mais naquela época...De qualquer modo, não me recordo de ter reclamado na altura xD
#14 neveda

18 de Dezembro, 2018, 15:56

Podem ver também o embed do Spotify.
#15 Ploki

19 de Dezembro, 2018, 18:44

Acabei de ouvir os dois podcasts de rajada e gostei bastante!
Eu ouço varios podcasts com muita frequência de varios tipos de temas, desde videojogos, cinema, BDs, etc. e ajuda bastante a manter a cabeça ocupada quando se esta a fazer tarefas assim meio mindless (btw o Easy Allies Podcast é sem duvida o meu favorito). Mas tem outro sabor diferente quando se ouve um podcast em português, é assim mais caseiro :P

Por isso parabéns e aguardo por mais!

E tragam lá de volta o @WCamicase e @Shiny para mais episódios que gostei imenso de os ouvir.

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.