icone deO futuro dos Mario 2D

CRÓNICA


O futuro dos Mario 2D

Que caminho seguir?

GERAL

Por Tiago Marafona a


3

Tiago Marafona, Redactor

O maldisposto da equipa. Um autêntico fã de RPGs japoneses e um belo apreciador de jogos de plataformas. Recentemente tornou-se um especialista de jogos de dança e de música.

3 Comentários...

#1 BraveBold

23 de Dezembro, 2018, 14:08

Eu continuo a achar que o Maker e o New abrangem públicos diferentes

O Maker não satisfaz quem procura uma experiência mais tradicional e quem não gosta nem tem habilidade de criar
#2 neveda

23 de Dezembro, 2018, 14:09

Eu sou da opinião que a série Super Mario Bros. precisa de uma reviravolta. Embora antes disso eu apostaria numa versão definitiva do Mario Maker para a Switch de forma a ser a derradeira experiência retro de Mario.

Agora saltando para uma nova abordagem. Devem colocar a série num plano diferente de Donkey Kong Country. Mais user friendly, embora ainda com algum desafio, e capaz de manter multijogador, dando o salto para o online.

Depois devem tentar algo mais ambicioso e arrojado ao estilo de Rayman Legends.

Também pode inspirar-se em muitos indies de qualidade que povoam a industria.
#3 gusema

23 de Dezembro, 2018, 16:38

Por acaso em especial nesta geração a série Super Mario Bros vai ter a difícil tarefa de se destacar da concorrência quase infinita de indies super inovadores que abundam no mercado. Acho que apesar de tudo não se vê uma oferta tão elevada no universo de plataformas 3D. Eu achei o New Super Mario U um passo na direcção certa (adorei a mecânica dos vários Yoshi), bastava terem sido um pouco mais ambiciosos, sobretudo em termos de level design, e tinham colocado os 2D ao nível dos Mario 3D.

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.