icone de28 anos de Sonic

CRÓNICA


28 anos de Sonic

Um longa vida do ouriço azul.

GERAL

Por Tiago Marafona a


2

Tiago Marafona, Redactor

O maldisposto da equipa. Um autêntico fã de RPGs japoneses e um belo apreciador de jogos de plataformas. Recentemente tornou-se um especialista de jogos de dança e de música.

2 Comentários...

#1 neveda

8 de Julho, 2019, 13:50

Parabéns Sonic. Espero que venha um novo Sonic Mania e o Sonic 3D na colectânea Sega Ages. Já ficava bem satisfeito.
#2 Kasuga Kyosuke

8 de Julho, 2019, 17:04

Parabéns, Sonic the Hedgehog. Uma das personagens mais marcantes da história dos jogos-de-vídeo. No início dos anos 90 rivalizava com o Mario a nível de popularidade. Mas a partir de 1995 praí, começou a queda juntamente com a Sega a eventualmente deixar de fazer consolas.

O Sonic é uma personagem queria por muitos gamers que cresceram a jogar na geração dos 16 bits, mas para as gerações mais novas é visto um bocado como uma piada. Creio que alguns jogos tipo o Sonic 2006 e o Shadow the Hedgehog deram cabo da reputação da personagem e da franquia. E uma boa parte da fanbase do ouriço azul ser composta por furries também não ajuda. Claro que todas as séries têm fãs estranhos e tóxicos, mas a do Sonic é das mais infames. Na Nintendo o mais próximo que sofre disso deve ser o Star Fox, mas não lhe mancha tanto a reputação, parece-me. É triste, mas o Sonic é um bocado meme actualmente. E a ideia que tenho é que parece ser lançado um novo Sonic todos os anos. Já perdi a conta aos jogos do Sonic que existem. Porque não dedicar mais tempo a fazer cada jogo principal?

Os clássicos da MD serão sempre clássicos. Não eram tão bons como os Marios 2D, os melhores Mega Mans ou os DKCs, imo, mas divertem imenso e têm imensa personalidade e alma. E isso é que importa. Daí o Sonic Mania ser talvez o Sonic dos últimos anos a ter conquistado mais corações. Mas mesmo que o Sonic passasse a ter jogos mais consensuais, duvido que consiga alguma vez voltar ao seu auge de 1990-1994. A conjectura actual não lhe "permite".

Dito isto, o Sonic ainda é popular. É uma lembrança de velhos tempos em que as mascotes de consola e um forte catálogo de first parties ainda eram a regra numa consola. A Sega tem feito um bom trabalho a disponibilizar vários dos seus clássicos em diversas plataformas, desde o Steam à Google play store. Mas têm muito potencial mal aproveitado. Que é feito do Virtua Fighter ou do Fighting Vipers, por exemplo? O VF é dos jogos de luta mais complexos e mais equilibrados que existe. Mas pronto, não é tão acessível nem graficamente impressionante como o Tekken, por isso não vende tão bem. E jogos como o Sega Rally e o Daytona que outrora eram reis das arcades e jogos de corrida bastante avançados para a época? Seria assim tão difícil a Sega modernizar essas franquias? Haverá certamente muita gente pelo mundo fora que cresceu a jogar essas séries e que adoraria ver bons jogos modernos delas.

As coisas podem mudar imenso apenas em meia dúzia de anos. Em 1992 duvido que alguém sonhasse que a Sony e a Microsoft iriam fazer consolas uns anos mais tarde e que a Sony se tornaria num monstro não só nas televisões e outros electrodomésticos como também do mundo dos jogos de vídeo. Será que daqui a uns anos teremos uma companhia nova a entrar forte no mundo dos jogos e a ter uma consola bem sucedida tipo a Xbox(nem falo da PS2, pois esse é um patamar difícil de alcançar)? Quem sabe...

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.