icone deFIFA 20: Legacy Edition

ANÁLISE


FIFA 20: Legacy Edition

Futebol requentado.

SWITCH

Por Nuno Nêveda a


Nota
4
Fraco

Nuno Nêveda, Redactor Chefe

Fã de hábitos alimentares saudáveis, consta que implementou dietas rigorosas aos colegas de equipa. Quando não anda atrás de uma balança, costuma implorar por um novo F-Zero. E quem lhe tira uma partida de FIFA, tira-lhe tudo.

4 Comentários...

#1 BraveBold

1 de Outubro, 2019, 22:39

Mais valia lançar DLC só com actualização de plantéis e stats
#2 Sérgio Mota

2 de Outubro, 2019, 09:03

Analise mais honesta é impossível, os meus parabéns.
#3 BAlvez

2 de Outubro, 2019, 09:12

Sendo este mais um grande exemplo do quão gananciosa e desrespeitosa a EA tem feito questão de frisar ser nos últimos anos, arrependo-me e muito de ter comprado todos os anos um FIFA durante a minha adolescência (e voltei a cair na asneira com o FIFA 17).
É que nem as versões PlayStation, Xbox e PC do FIFA 20 têm mudanças significativas, introduziram o "Volta Football" e nada mais.
Dito isto, acho que irei associar a expressão "Preço pedido é um atentado à inteligência" desta análise à série FIFA durante muito tempo. É a frase que, para mim, resume todas as últimas entradas da série.
#4 Lvet

2 de Outubro, 2019, 09:40

A equipa do GRID AutoSport lançou um DLC com texturas HD para os carros, de 3 GB, que dá bastante trabalho a aprimorar diga-se, por precisamente 0€. A EA lançou um DLC que não lhes deu trabalho virtualmente nenhum (já que adicionaram os kits das versões PS4 e X1) por 50~60€.

O preço é criminoso. Espero que os donos de switch respondam com a carteira.

Queres comentar? Faz o teu registo aqui.