Wii Another Code R: A Journey Into Lost Memories

Discussão em 'Jogos' iniciada por Syaoran, 2 de Outubro de 2008.

  1. BigLord Golden Mushroom
    aa

    BigLord
    Mensagens:
    21.958
    NN ID:
    BiigLord
    Não tou a dizer que o quero comprar, só quero a opinião do mach lol.

    Meh, mas já agora vou ver se experimento o original na DS.
     
  2. Deus ex-Machina Mega Mushroom
    aa

    Deus ex-Machina
    Mensagens:
    12.742
    Não, não dava. Depois de ler os comentários da malta que jogou o anterior da DS e que estavam a salivar por esta nova aventura na Wii, acho que fiquei com as expectativas muito em altas. Este jogo não é, de longe, dos melhores point 'n clicks que já tenha jogado.
    Mesmo a história, não me consegue cativar a 100%.

    No entanto, para quem gosta do género, é capaz de ser uma boa aposta. Eu sou daqueles que afasta para canto um jogo quando não gosto dele, mas tal não aconteceu com o Another Code:R; estou a desfrutá-lo e a levá-lo até ao fim.

    Daqui a um ou dois dias, já deixo a minha análise.

    Sim, BigLord, experimenta a versão DS, pois segundo tenho ouvido dizer pelo Tsumori, essa versão é muito superior.
     
  3. Syaoran Bee Mushroom
    aa

    Syaoran
    Mensagens:
    3.169
    NN ID:
    SyaoPT
    Switch FC:
    7483-3616-3409
    Mas vocês ainda não jogaram o da DS porquê?!!! Um dos melhores jogos da consola.
    Deus, se não tens compra uma e faz o mesmo que fazes com a Wii, acredita que para o catálogo de jogos que tem é dinheiro bem gasto.

    Btw, eu gostei do jogo, não quer dizer que o adore. Acho que foi bem conseguido e eu já não acabava um jogo há bastante tempo e no entanto este prendeu-me do início ao fim, principalmente no fim em que se começam a descobrir as cenas todas e se torna um vício.
    O da DS é provavelmente melhor, e se calhar apesar de ter menos horas acabou por ter tantos puzzles como este... Mas uma coisa boa deste é que dá para passear bastante, não é tão linear como o da DS. O da DS merece talvez um 9/10, este merece talvez um 8, se formos a classificar.
    Embora não goste muito de os comparar, porque apesar de um ser sequela do outro e de ser o mesmo género, são plataformas diferentes e com poderes diferentes.
     
  4. Deus ex-Machina Mega Mushroom
    aa

    Deus ex-Machina
    Mensagens:
    12.742
    [​IMG]


    Ok, acabei o jogo e, para quem esteja interessado, queria deixar aqui algumas palavrinhas.
    Antes de mais, estão a ver aquele sticker autocolante na capa do jogo? Que diz que se lê e joga como uma mistery novel? Pois...isto é mais livro que jogo. Razões explicadas mais à frente.

    Tinha as minhas expectativas muito em alta para este jogo. Ouvi falar tão bem do da DS e via tanta gente a salivar por esta sequela na Wii, que a minha curiosidade e hype foram-se elevando. Infelizmente, o jogo não correspondeu assim lá muito bem às minhas expectativas. Para tornar isto mais fácil, vamos lá a organizar por partes.

    Gráficos
    Um dos pontos fortes do jogo. São lindissimos mesmo. Aliás, estão fantásticos, desde os cenários deslumbrantes, passando pelas personagens extremamente bem caracterizadas. Efeitos de anoitecer/amanhecer belos. Não só os gráficos estão óptimos, como o próprio art-work é digno de se lhe tirar o chapéu. Os meus parabéns à equipa que desenhou.


    Som
    Tenho sentimentos contraditórios em relação a este campo. Se por um lado as músicas são muito relaxantes e extremamente agradáveis, não consigo deixar de pensar como seria o jogo se tivesse voice-acting. Bom voice-acting, diga-se. É que, no início do jogo, vemos a AShley (personagem principal) chateada com o pai, a esbracejar e furiosa...os braços para cima e para baixo...mas não sai um único pio da sua boca. É uma situação um pouco estranha, eu diria. É como vermos um filme mudo dos anos 20, com legendas por baixo. Metade da emoção perde-se. E, para piorar as coisas, o facto de vermos as personagens a reagir ao que dizem (esbracejam, fazem cara de surpreendidos, abanam a cabeça, acenam, etc etc) ainda dá um ar mais ridiculo à coisa. No entanto, com o passar do jogo, acabamos por nos habituar ao facto das personagens serem mudas.


    Gameplay
    Nada de muito profundo a apontar. Estamos perante um point'n click, usamos as setas direcionais para nos movermos pelo cenário, apontamos para onde queremos com o pointer, botão A para falar e inspeccionar...ou seja, o normal. Bastante fácil e intuitivo. Temos um mapa que nos ajuda a orientar pelos cenários, o que é muito bom.
    Ponto positivo vai também para a inclusão de, num menu, todo o desenrolar da estória até ao momento. Ou seja, se se sentirem perdidos na estória, basta irem ao menu, e têm lá todo, mas todo, o desenrolar dos acontecimentos, até ao mais ínfimo pormenor.
    Outro aspecto muito bem conseguido, é o facto de que, sempre que ligamos o jogo, enquanto aquilo faz loading, temos um texto que faz um resumo da história no dado momento. Ou seja, hoje desligo a consola e amanhã, quando for jogar, enquanto espero pelo loading (coisa de segundos, diga-se) é-me apresentado um texto que explica o desenrolar da estória naquele dado momento. O que é excelente! Agora imagino a trabalheira que aquilo não deve ter dado aos developers, de estar a criar milhões de textos para todas as situações onde possamos fazer save!!!


    História/Enredo
    Ok, onde eu acho que falha mais o jogo. Em primeiro lugar, deixem-me dizer que demorei 21 horas a chegar ao fim. Se eu disser que dessas 21 horas, apenas 4 foram a jogar, não estarei muito longe da verdade. O jogo é literalmente inundado de diálogos. Os diálogos são enormes, compridos e surgem a todo o momento, por qualquer motivo. No inicio do jogo ainda é normal, para nos tentar pôr a par do que se passa e dos acontecimentos passados...mas tal repete-se pelo jogo todo. Diálogos, diálogos, diálogos, diálogos...É impossível chegarmos a dada altura e não começarmos a ficar fartos de tanto diálogo. Confesso que nos últimos 2 capítulos, já começava a ler tudo mais pró despacha. E eu até costumo ter bastante paciência para este tipo de jogos.
    Quanto à estória em si, não consigo parar de me sentir um pouco desiludido. Tudo por causa do final.
    Atenção SPOILERS à frente: Passamos o jogo quase todo a acompanhar o Matt, na procura de pistas pelo seu pai desaparecido. Entretanto a Ashley vai tendo flashbacks da sua mãe (que é importante para a estória principal). Mas a verdade é que o jogo, chegando ao capítulo 8, dá uma reviravolta total, a partir do momento em que entramos no laboratório. Tudo aquilo que eu pensava ser importante, deixou de o ser, e a estória mudou radicalmente de rumo. De repente o desaparecimento do pai de Matt deixa de ter importância (coisa que andávamos à procura dele desde o inicio do jogo), passamos antes a concentrar-nos no projecto Another, em quem realmente matou a mãe de Ashley, em enredos de roubar o project Another e conspirações que, a meu ver, parece que caem do céu.
    E depois, o jogo acaba, e ficam pontas em aberto: ficamos sem saber o que aconteceu ao pai do Matt (tipo, passamos mais de metade do jogo à procura de pistas e a saber o background dele), ficamos sem saber o que aconteceu na ClockTower (caiu mesmo alguém de lá?). Outro pormenor estúpido é o facto da filha da velhota Graham, que fugiu há 5 anos, ter escolhido exactamente o nosso último dia no Lake Juliet, para aparecer e re-encontrar-se com a mãe...Que conveniente para um final feliz!!!!...Tsc, tsc.
    Ah, já me esquecia...o fantasma da irmã do Matt. WTF was that?????? Tipo, vindo do nada, encontramos um fantasma, que é da irmã do Matt, descobrimos que ela está morta e que quer o urso de peluche para partir para o Além em paz. Ok...Isto até poderia fazer sentido, mas no jogo esta parte parece que cai do céu, e as personagens nem se assustam por verem um fantasma...Parece que é uma coisa que se vê todos os dias.



    Puzzles
    O aspecto mais interessante do jogo. Alguns puzzles são bastante engraçados e far-vos-á pensar imenso. Outros são puramente parvos. Os melhores são mesmo aqueles que usam o TAS. Este aparelho, exactamente igual a um Wii-Mote, serve para abrir portas trancadas e será necessário usar combinações de teclas, consoante aquilo que vemos no ecrã. Por exemplo, temos que carregar nas teclas 1, 2 e 3. Como fazer, dado que o wiimote só tem a tecla 1 e 2? Fácil: carregar em 1, no + e no 2 - e aqui temos o 3. Outros puzzles incluiam virar o wiimote 180º, carregar em Home para vermos a real combinação de teclas, etc etc etc...Gostei.
    No geral, os puzzles estão engraçados, mas a solução para eles estará sempre na sala onde está o puzzle. Por isso, se necessitarem de um item extra para resolver o puzzle, é certo e sabido que o tal item necessário estará nessa mesma sala.
    Also, este jogo joga-se apenas com o wiimote e gostei bastante do puzzle em que aparece um aparelho tipo nunchuk, que para passar essa parte, obrigava-nos a encaixar memso o nunchuk no wiimote. Contado assim até nem tem muita piada, mas depois de estar horas e horas a jogar apenas com o wiimote, ter um puzzle onde a solução é apenas encaicxar o nunchuk é deveras original.



    E pronto, é a minha opinião do jogo. Se o recomendo? Sim, para amantes de point 'n clicks. Este jogo é definitivamente um jogo de nicho e não digo isto num sentido de elitista "os meus gostos são superiores aos vossos", mas a verdade é que não é um jogo para qualquer um.
    Gostei bastante de o ter passado, no entanto. Mas não leva o meu "Seal of Approval".
     
  5. CoolMaster Spring Mushroom
    aa

    CoolMaster
    Mensagens:
    8.231
    Gostei muito da review, parabéns. Ainda não o joguei porque com tanto jogo na DS acabei por ainda não jogar a versão DS (espero faze-lo assim que terminar o Dragon Quest IV).

    Seja como for só quero deixar um comentário a isto:
    Eu sinceramente não sei como aparece (estou com suposições), mas cheira-me isso é um resumo por "partes" do que aconteceu. Do genero:

    "x fez isto porque o y disse bla"
    "investigou z e descobriu que o h afinal foi r"


    Se assim for é bastante simples, sempre que acontece uma situação importante ele guarda essa informação e apaga a mais antiga. Quando fazes save ele pega nessa informação e grava-a no save file. Pronto.. é muito muito básico, mesmo.
     
  6. Deus ex-Machina Mega Mushroom
    aa

    Deus ex-Machina
    Mensagens:
    12.742
    Pá, os textos são mais do género:

    (estou a inventar)

    Ok, agora prolonga este texto por mais 10 ou 11 linhas e é isso que aparece sempre que inicias o jogo.


    Thanks, mas não foi propriamente uma review. Eu é que gosto de ir deixando comentários mais alargados aos jogos que termino e que gostei mesmo. Pode ser que ajude alguém que tenha dúvidas se deve comprar ou não. Mas obrigado na mesma!!
     
  7. CoolMaster Spring Mushroom
    aa

    CoolMaster
    Mensagens:
    8.231
    Sim, o que estas a dizer é exactamente o que eu disse. Só que em vez de dividirem por pontos esta tudo num parágrafo. Posso-te dizer que é bastante simples, qualquer amador de programação consegue fazer um sistema desses. Alias, não dá qualquer trabalho porque o jogo segue uma percurso linear.

    Seja como for ideias simples e com implementações simples muitas vezes têm um excelente efeito, como esse pormenor. Portanto é de valor na mesma.
     
  8. Deus ex-Machina Mega Mushroom
    aa

    Deus ex-Machina
    Mensagens:
    12.742
    Ah, ok, então é uma feature fácil de usar e que foi bem implementada!

    Anyway, estou a ler as threads deste jogo na Gamefaqs e realmente, há montes de pontas soltas na história..Coisas que já não me recordava....
    Espaço para uma sequela, talvez?
     
  9. G.E.R.M.A.N. Mega Mushroom
    aa

    G.E.R.M.A.N.
    Mensagens:
    11.212
    Switch FC:
    3057-7639-9495
    Li a crítica (bastante porreira) e cada vez me convenço mais que este jogo é mesmo a minha cara. Estava a ler e estava pensar no Hotel Dusk. Mas Hotel Dusk tem um enredo e pêras, muito bom mesmo e não sei como é no Another Code, mas no Hotel Dusk qualquer informação nova está sempre interligada e é como montarmos um puzzle ao longo do jogo em que cada informação é uma peça e no final ficamos com um grande sentimento de satisfação quando o puzzle está completo (dei-me ao trabalho de ler toda a quantidade enorme de diálogos, tintim por tintim, e mesmo quem não apanhasse tudo no final de cada capítulo tinha um resumo do que se passou). As melodias adaptam-se perfeitamente a cada situação (e logo jazz e blues, que eu adoro) e sinceramente, a falta de voice acting não me faz impressão nenhuma se as expressões dos personagens estiverem tão boas como em Hotel Dusk (claro que na Wii há mais movimento e na DS é mais uma sequência de imagens paradas, mas acho que me habituaria na mesma :P). O ambiente é que posso não me habituar tão bem quanto quero (adorei o estilo noir de Hotel Dusk btw :P).

    Deixando as comparações de lado, acho que este Another Code era um título que me pode muito bem agradar, pelo que já conheço da Cing. O que me mete mais de pé atrás pelo que estou a ver é o enredo então, mas vou dar pelo menos uma espreitadela ao da DS e se gostar, devo jogar este.
     
  10. Deus ex-Machina Mega Mushroom
    aa

    Deus ex-Machina
    Mensagens:
    12.742
    Pá, eu não joguei o da DS, por isso não posso comparar.
    Mas o Syaoran jogos ambos, quando ele passar por aqui, poder-te-á informar um pouco melhor e comparar os dois.

    De qualquer das formas, fica a saber que não é um jogo mau. A história é bastante fácil de apanhar (eu não joguei o anterior e percebi tudo), mas não consigo deixar de pensar que faltou ali qualquer coisa....Não te sei é explicar ao certo o quê.

    O meu conselho? Arranjá-lo a um preço convidativo.
     
  11. Syaoran Bee Mushroom
    aa

    Syaoran
    Mensagens:
    3.169
    NN ID:
    SyaoPT
    Switch FC:
    7483-3616-3409
    Hey, gostei da tua análise que dizes que não é análise!

    Só não concordo muito com algumas coisas na parte da história:
    Quer dizer, também abusaste um bocadinho, só passaste 4h a jogar? Não é bem assim... é certo que o jogo tem bastante diálogo, mas ainda se joga bastante. Mas no fundo é mesmo uma "mystery novel", não enganaram ninguém quando colocaram isso na capa.

    A cena do pai do Matt tens razão, também já tinha referido isso. A cena do another deve ser mais para ligar à história do da DS, tens mesmo que o jogar!

    Eles explicaram isso no fim, que o pai da Ashley falou com o Bob que disse que foi um amigo dele que ouviu um som na água mas não tinha sido ninguém a cair, mas os rumores espalham-se e pronto...

    Sim, foi um bocado vindo do nada. Quanto ao facto de a Ashley não se assustar com o fantasma já não te admiravas tanto se tivesses jogado o da DS primeiro. Não é assim um spoiler tão grande por isso até digo o porquê, é que no original ela passa o jogo praticamente todo acompanhada por aquele que ela disse neste jogo que tinha sido o seu primeiro grande amigo. Ah! era um fantasma ;) (ela ainda revelou isso algures na história deste, mas se calhar não ligaste muito)
    Quanto ao Matt realmente não se assustou muito, mas deve ter sido porque nesse momento se lembrou do que tinha acontecido, e além disso era a própria irmã.

    Eu até acabei por gostar da história sinceramente, é óbvio que não é algo "OMG!!!!", mas tem os seus pontos positivos e consegue manter sempre o mistério. Os últimos capítulos lá com as reviravoltas todas acabaram por cativar e fizeram com que eu os passasse todos seguidinhos sem desligar a Wii.

    O pessoal também dizia isso por causa do da DS, apesar do estilo de jogo ser o mesmo, mas a maneira como percorres o mapa já é mais "livre" e a câmara está por cima da Ashley em vez de estar de lado como aqui. Investiga-o e definitivamente compra uma DS!


    EDIT: Quanto ao GERMAN (só vi agora), eu joguei o Hotel Dusk, o Another Code e o Another Code R. São todos bons, cada um com os seus pontos positivos. De facto acho que o jogo te irá agradar, as músicas são bastante relaxantes e tem temas que gosto bastante de ouvir. Aliás uma coisa óptima que ainda ninguém referiu é que no Another Code R a Ashley tem um leitor de MP3 e cada vez que quisermos podemos ouvir todos os temas do jogo, no fundo temos a banda sonora do jogo à nossa disposição.
    O jogo não tem aquele aspecto "noir" (como escreveste) do Hotel Dusk, mas tem um ambiente bastante porreiro e um design bastante agradável e "levezinho", que juntamente com a banda sonora é óptimo para passearmos pelo jogo descontraídos. Tal como já recomendei ao Deus também te recomendo a ti, joga o da DS, aliás nem sei como ainda não jogaste visto que tens a consola e ainda por cima gostaste do Hotel Dusk. O jogo processa-se exactamente da mesma maneira, tem alguns puzzles parecidos e outros diferentes, vais gostar de certeza, só peca mesmo por ser tão curto.
     
  12. G.E.R.M.A.N. Mega Mushroom
    aa

    G.E.R.M.A.N.
    Mensagens:
    11.212
    Switch FC:
    3057-7639-9495
    ^Próxima aquisição da DS, está visto então. Queria ver era se o arranjava a baixo preço, nas lojas ainda não desceu de 40€.
     
  13. Deus ex-Machina Mega Mushroom
    aa

    Deus ex-Machina
    Mensagens:
    12.742
    ATENÇÃO: Este meu post é um gigantesco Spoiler.



    Sim, eu lembro-me bem dessa parte no final. E disseram que iam investigar e falar com a tal pessoa que ouviu o som. Mas mesmo assim, nada nos garante que não tenha sido um homem a cair dali abaixo. Aliás, todas as evidências apontam para isso (na ClockTower, haver uma name tag lá esquecida no chão, sinais de luta...).
    Já agora, existem algumas referências ao Hotel Dusk neste jogo; e nas boards do gamefaqs, há quem diga "I'm sure Bob (diner guy) is Rosa and Boat Guy's (from the DS game) son" (nesta thread)




    Não é para te contrariar, mas por acaso lembro-me bem da parte no jogo onde a Ashley explica ao Matt que o seu melhor amigo há 2 anos atrás, era um fantasma que não sabia quem era, nem como tinha morrido. E que quando descobriu, pode ir para o Além sossegado.
    Mas mesmo assim, continuo a achar a parte do fantasma um bocado descabida no contexto geral. Serviu, no entanto, para criar um pouco de atmosfera e tensão, ao descobrirmos o que realmente aconteceu à irmã do Matt.
     
  14. Hrs10 Spring Mushroom
    aa

    Hrs10
    Mensagens:
    8.957
    Tenho este jogo há cerca de 1 ano e só agora me deu para lhe pegar.

    Queria saber apenas se recomendam ou não. (Não li para trás com medo dos spoilers :suado:)

    Nunca li nada dele mas sempre me chamou à atenção, nem sei bem porquê.

    Obg.
     
  15. Deus ex-Machina Mega Mushroom
    aa

    Deus ex-Machina
    Mensagens:
    12.742
    Lol, pareces eu, tenho alguns jogos há mais de um ano comigo, mas ainda nem lhes toquei.

    Pá, é assim, este jogo é uma sequela de um jogo da DS. O da DS acabavas em, tipo 5 ou 6 horas. Este só acabas para aí com 30 e tal horas, das quais apenas 1 foi a jogar, lol.

    EU nunca jogueo primeiro da DS e apesar das estórias estarem interligadas, não senti falta de saber o que aconteceu no primeiro jogo - tanto que ele até recapitula.

    A cena é que este jogo é muito parado. A única cenas que fazes é ler, ler, ler, ler, ler oh clicar no botão A, ler, ler, ler, ler, ler, etc.

    O enredo não é dos melhores que já vi. Mas agarrou-me do início ao fim e recomendo a quem gostar de visual novels.

    Para mim foi óptimo, pois passei-o numa altura que tinha acabado de arranjar um emprego novo, chegava a casa completamente estourado (novidades e tal) e sabia-me bem asparramar-me na cama, todo torto, a ler este jogo.
     
  16. Hrs10 Spring Mushroom
    aa

    Hrs10
    Mensagens:
    8.957
    Parece-me bem.

    A ver se entretanto pego nele.
     
  17. Deus ex-Machina Mega Mushroom
    aa

    Deus ex-Machina
    Mensagens:
    12.742
    Se gostas deste tipo de jogos, de certeza que vais gostar deste também!
     
  18. Hrs10 Spring Mushroom
    aa

    Hrs10
    Mensagens:
    8.957
    Por norma sim.
     
  19. jabun Colaborador
    aa

    jabun
    Mensagens:
    6.772
    NN ID:
    jabun22
    Switch FC:
    4704-5392-9413
    Análise Smash nº 3, Junho 2009

    [​IMG]
     
    Última edição pelo moderador: 11 de Janeiro de 2015
  20. Ploki Bee Mushroom
    aa

    Ploki
    Mensagens:
    3.861
    NN ID:
    Ploki987
    Devo começar por este ou pelo da DS?
     

Partilhar esta Página

  1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies.
    Remover anúncio