1. Juntem-se ao servidor de Discord do FNintendo. Juntem-se aqui.

FNintendo Opiniões não populares de videojogos

Discussão em 'Mundo dos Jogos' iniciada por G.E.R.M.A.N., 19 de Setembro de 2016.

  1. Kasuga Kyosuke Golden Coin
    aa

    Kasuga Kyosuke
    Mensagens:
    114
    Ui, tenho muita coisa a dizer. Digam-me uma coisa, este fórum tem limite de caracteres por post? Bem, adiante, *flame shield on*:

    Não sou grande fã de Mario Kart: O MK era divertido nos tempos do Super Nintendo e da N64. O do GBA era difícil para raio, mas mesmo assim gostava de o jogar. Mas a partir do Double Dash para a frente que o MK passou a ser algo gimmicky. O DD até foi um jogo que gostei na altura e achava-o original, mas hoje em dia não sou grande fã dele. O MKDS joguei-o um pouco apenas, pois não tenho a DS original, mas houve lá qualquer coisa que não me agradou no jogo que não consigo explicar. Quanto ao MK7, foi o meu primeiro jogo para a 3DS e, bem, as pistas são bem bonitas e gosto das pistas retro agora com um visual bem mais moderno... mas a jogabilidade, por algum motivo, não me cativa muito. Acho o jogo chato a nível de single player e o modo online só me puxa por causa dos pontos VR. Além disso, o RAIO DA BLUE SHELL. A sério, no MK7 o CPU abusa dela. Em TODAS as corridas em que me apanho a ir em primeiro durante uns 15 segundos seguidos, é CERTINHO que vou levar com o raio da blue shell.

    A trilogia NES da CastleVania não é assim tão boa: Sim, sei que é um clássico, mas a jogabilidade é frustrante tal como a dificuldade. E o Simon's Quest tem algumas falhas que o fazem algo críptico e também parecer um jogo um nadinha inacabado. Prefiro o Super CastleVania IV para o SNES de longe. Também é desafiante mas não sinto que estou a lutar com a gravidade quando salto. A sério, o Simon Belmont nos anos 80 tinha algum problema nos joelhos para saltar daquela forma?

    O Wind Waker é sobrevalorizado: Ok, quem é fã de Zelda sabe bem o quão dividido o fandom do Zelda é, por isso esta minha opinião tanto vai receber aplausos como receber reacções como "COMO TE ATREVES?!". Pois, olhem, não gostei muito do WW. Bom jogo a nível mecânico, a nível gráfico e a nível de atmosfera, sim... mas não me diverti muito como noutros Zeldas. Demasiado fácil ao ponto de nem sentir tensão. Certo que o Ocarina também não era o jogo mais difícil do mundo mas sempre morro um par de vezes nele quando o jogo, e o jogo tem alguma tensão e inimigos complicados em que é preciso concentração e cuidado para não sermos aniquilados em dois golpes. Já o WW nem nunca lhe vi o screen de game over até hoje sequer. Além disso a triforce quest é chata, tal como mudar a direcção do vento constantemente com a flauta, e sim eu sei que na versão HD essas duas coisas foram melhoradas mas só joguei a versão original do jogo e não tenho Wii U, por isso...

    O Football Manager é mais divertido do que os simuladores de futebol: Sinto que realmente ganhei alguma coisa no FM. No FIFA ou no PES não tenho tanto essa sensação pois controlar directamente uma versão virtual do Messi ou do Zidane acaba por ser mais fácil. E ser campeão com uma equipa mais medíocre também é possível desde que o nível de dificuldade esteja no fácil ou que o jogador por detrás do comando seja bom. Já no FM é bem mais complicado ser campeão da Europa com, sei lá, o Rosenborg ou o Paços de Ferreira.., a não ser que façam batota no editor.

    Nunca gostei muito da série FIFA: As pessoas falam dos FIFAs dos anos 90 como se fossem clássicos, mas sempre preferi os títulos ISS da Konami a nível de jogabilidade. E de jogos tipo o Nintendo World Cup, o Super Soccer, o Sensible Soccer, etc. O FIFA para mim vale a pena apenas pelo seu inúmero conjunto de equipas e divisões diferentes. A nível de jogabilidade sempre deixou muito a desejar. O PES e o ISS no seu ague era bem superior ao FIFA.
    Cheguei a jogar algumas partidas de FIFA 11, numa altura em que o FIFA já tinha suplantado o PES a nível de popularidade e de críticas... e continuou-me a parecer basicamente o mesmo jogo de sempre. Simplesmente começou a ter melhor apresentação, a oferecer melhores modos e o PES começou lentamente a cair a nível de qualidade após o PES 6 e não se soube modernizar/adaptar-se aos tempos. Por isso o pessoal naturalmente virou-se para o FIFA. E claro, o FIFA Ultimate.

    Eu percebo que o FIFA seja mais acessível que o PES, mas o PES fazia-me realmente pensar em que táctica e formação apostar e os níveis de skill de cada jogador realmente pareciam fazer a diferença.

    A série Mega Man não é assim tão difícil: São jogos difíceis, sim, mas não impossíveis de todo. Já vi muita gente dizer que é uma série extremamente difícil e dá-la como exemplo de uma série com nível de dificuldade hardcore, mas eu já consegui acabar o MM1(nem sei como), o MM2(inúmeras vezes), o MM3(várias vezes), o MM5(meia-dúzia de vezes) e o MMX1(algumas vezes). E nem me estou a gabar, pois estou longe de ser um jogador exímio. Dêem-me os Mega Mans do NES e SNES em vez dos Castlevanias, do Battletoads, do mode arcade qualquer KOF, do TMNT e do Adventure of Link em qualquer dia.

    Não sou grande fã de jogar online: Hoje em dia cada vez há mais jogos que são feitos sobretudo para serem jogados online e que por iso ou apresentam fraco conteúdo single player ou não oferecem mesmo nenhum. Um jogo para mim precisa de fortes modos de single player. Jogar online tem sempre alguns senãos tipo o lag ou ás vezes a internet cair quer na peer-to-peer connection ou em casa. E nessas alturas dá jeito poder jogar algo que não precisa de uma ligação constante à internet.
    Além disso, jogar com desconhecidos não me interessa muito. Tem mais piada jogar com amigos, mesmo que sejam amigos que nunca conheci na vida real mas com quem converso no Steam ou no Discord. Existe uma maior ligação.

    Jogos tipo Warframe, Hearthstone, League of Legends, Overwatch, Dota 2, etc. não me interessam minimamente: Enough said,

    O Tekken é a série menos interessante das maiores séries de jogos de luta: Eu gosto do Tekken, mas não é tão bom, tão divertido, carismático e icónico como o Street Fighter, o Mortal Kombat ou o King of Fighters. O Virtua Fighter pode não ter muita personalidade mas a sua jogabilidade é excelente.
    Eu gosto do Tekken, atenção, mas não tanto como as restantes. E não, nunca joguei Dead or Alive, Samurai Shodown nem considero O Smash Bros. como um jogo de luta propriamente dito.

    Não sou grande fã do Sub-Zero: Não gosto muito do estilo de luta dele. Sempre preferi o Scorpion ou o Reptile em relação aos ninjas.

    Não sou grande fã do Liu Kang: Acho-o um pouco secante e os gritos dele a parodiar o Bruce Lee eram bem irritantes nos MKs antigos...

    Prefiro o Aladdin do SNES da Capcom ao da Mega Drive da Virgin: O da MD é considero um jogo melhor, mas o da SNES é mais colorido e tem mais encanto. Além disso, eu cresci com ele. Só joguei o da MD em adulto já. Admito que a nostalgia pesa um pouco nesta preferência. Para não falar que sou um enorme fanboy da Capcom dos anos 80 e 90.

    Não sou fã de FPS: Não sou. Só mesmo de FPS com elementos de outros géneros. Tipo o Deus EX em que somos encorajados a dar primazia ao stealth em vez de all guns blazing.
    Porque é que eu não gosto de FPS? Não sei. Em teoria jogos onde se anda aos tiros parece divertido, mas na prática sinceramente nem por isso. E também pode ser porque eu não tenho grande pontaria. Isto pode parecer a típica desculpa "não gosto de jogar isto porque não sou bom nisto!" mas nem toda a gente é boa em todo o tipo de jogo. Eu adoro jogos de pancada e muita gente tem medo de os jogar.
    Infelizmente no Sleeping Dogs lá para a frente as missões envolvem mais dar tiros a hordas de inimigos do que vencê-los com golpes de artes marciais, o que vai um bocado contra a ideia do jogo, mas enfim...

    A série Civilization, apesar de divertida, tem falhas gritantes: Um jogo de Civ é fixe nas primeiras 250 turns e depois fica maçudo e lento com muitas tropas. Além disso, a AI faz muita batota nos níveis mais elevados o que torna o jogo injusto e desequilibrado. E em imensos jogos um jogador fica demasiado forte relativamente cedo devido a ter sorte dos recursos e das wonders que apanhou e teve acesso e depois dificilmente alguém o derrota. Faz-me lembrar o Monopólio nesse aspecto. Também muitos dos meus jogos nem acabo porque já sei que está ganho e não quero esperar mais 200 e tal turns para a confirmação. E outor problema no Civ é a diplomacia ser algo fraca e a AI, principalmente no CIV V, ser atroz. Muito burrinha.

    Não gosto de mobile gaming: A maior parte dos jogos são free to play mas pay to win. E nenhum que eu tenha jogado é tão bom como um grande jogo de consola ou PC. Talvez nos próximos anos a coisa melhore, com telemóveis mais poderosos, e me faça mudar de ideias em relação ao mobile gaming.

    O F-Zero original, apesar de icónico, é algo meh nos dias de hoje: Adorava este jogo em miúdo e reconheço a sua importância, mas a sua jogabilidade não é lá muito boa, só o Fire stingray e o Wild Goose são realmente bons carros, pois o Golden Fox é uma bosta e até o Blue Falcon não é grande coisa; e como é que um jogo de corridas não tem modo de VS?! Não me venham com a desculpa que é do tempo em que saiu. Há jogos de corrida mais antigos que o F-Zero com mode de 2 jogadores... e até 4 tipo o RC Pro Am para o NES!
    O Maximum Velocity para o GBA é bem melhor, apesar de menos icónico. E para não falar do F-Zero X e do F-Zero GX claro. Já o GP Legend é algo meh.

    O Water Temple do Ocarina of Time não é assim tão mau: OK, é chato mudar de botas constantemente, mas na remake da 3DS isso foi resolvido, o que torna o templo bem mais suave. Prefiro de longe este templo ao Inside Lord Jabu-jabu. Essa dungeon sim, é horrenda. Feia e algo nojenta. E sempre tive dificuldades com o Barinade e o miniboss. Ao menos o Water Temple é bonito de se ver, tem uma boa música e tem ainda:
    O Dark Link como mini-boss, aka o melhor mini-boss do jogo
    .

    O raio do nível aquático do TMNT do NES não é assim tão difícil como se diz: Não entendo como é que praí 80% das pessoas que jogaram este jogo nunca passaram desse nível. OK, em miúdo era um terror autêntico, mas isso é porque em puto não temos paciência e não pensamos bem no que fazemos. Experimentem jogar este jogo em adulto. têm tempo suficiente para desactivar as bombas. Nadem com calma. O que vem a seguir é bem pior no nívle 3. Aquele salto no esgotos que nos faz sempre cair na água e o boss frustrante. E o resto do jogo a partir daí é um pesadelo autêntico. Nunca consegui passar do nível do aeroporto.

    O Turtles in Time é um pouco sobrevalorizado: Jogo divertido com uma bela banda sonora, mas não só é repetitivo com os seus Foot Soldiers da cor de um arco-íris, como o jogo dura praí 30 minutos no total e não é propriamente inovador. É basicamente um clone do Final Fight com as Tartarugas. Considero o Streets of Rage e o Final Fight melhores jogos desse género. Acho que o Screwattack ter listado o TiT como o melhor beat 'em up de sempre sobrevalorizou o jogo um bocado.

    Bulbasaur e Squirtle > Charmander: Sim, o Charmander é o starter de que gosto menos no RBY. Lento a evoluir e o Charizard ganha mais uma fraqueza, pois é do tipo flying, e fica assim fraco em relação à electricidade. Já o Blastoise é um TANQUE autêntico e aprende ataques de gelo como o blizzard e o Venasaur evolui mais depressa e tem um special stat bem elevado. E dá sempre jeito ter um Pokémon com ataques que alteram o estado tipo envenenar ou fazer o adversário adormecer. Além disso o Bulbasaur foi o meu primeiro Pokémon, por isso hei-de ter sempre um carinho especial por ele.
    Dito isto, antes o Charmander do que o Pikachu. E falando no Diabo...

    Não posso com o Pikachu: Nem em miúdo gostava dele. Era uma bosta que não podia evoluir sequer. Meto-o no PC do Bill após ter os starters todos no Yellow. Já o Raichu é um belo Pokémon que infelizmente é bem esquecido.
    Ah e o Pikachu no Smash também é uma bosta, imo.

    Não gosto do Jigglypuff: Com tanto Pokémon icónico e poderoso que há por aí e metem o... Jigglypuff no Smash? Isto é alguma tentativa de incentivar o público feminino a comprar o Smash? Pelo que sei ele é muito popular no Japão e os japoneses são conhecidos por terem gostos algo dúbios e estranhos por vezes em comparação com os Ocidentais no que toca a jogos e anime. Deve ser isso...

    Existem alguns níveis aquáticos bons: Nem todos são maus. O Hydrocity Zone do Sonic 3 e Sonic Mania, por exemplo... e deverão haver mais exemplos mas assim de repente não me lembro de nenhum lol

    O special stage blue sphere do Sonic é péssimo: Principalmente quando acelera. Quase que me dá uma coisinha má de tão zonzo que fico.

    O Sim City era melhor nos anos 90 quando era mais simples: O Sim City 2000 foi o ponto alto da série. O Sim City 4 também é bom mas a partir daí deixei de gostar. Não gosto como o Sim City passou a parecer um jogo do Sims. Sim, sei que são da mesma empresa, mas preferia o Sim City com o seu aspecto mais simples e mais old school com o Dr. Wright e afins. Não gosto dos bonecos do Sims a invadir o Sim City. Faz com que o Sim City pareça ter menos identidade e mais uma spin-off da série The Sims quando na verdade é bem mais antigo. Isto é pura embirração pessoal minha mas chateia-me um pouco, sinceramente.

    Simuladores de corrida e jogos de corrida no geral são chatos
    : Talvez porque eu não gosto muito de carros, mas para mim jogos de corrida têm que ser mais fantasiosos ou futuristas tipo o F.Zero, Diddy Kong Racing, etc. Dito isto, gostava do Sega Rally e do Daytona USA nos anos 90.

    Ressuscita o Virtua Fighter, Sega: Não se pode deixar o VF morrer. Sinto que sou a única pessoa à face da terra que quer saber do VF para alguma coisa, mas pronto.

    Preferia o Yoshi quando ele não sabia falar e apenas "relinchava": Não sou grande fã do "Yoshi!" que foi introduzido a partir do Yoshi's Story.

    As personagens do FFX não são assim tão más: O Tidus e a Yuna são medíocres, sim. Mas o FFX tem o Auron, por isso a coisa safa-se. E também tem a Lulu de que também gosto.

    TRAGAM DE VOLTA O FIGHTING VIPERS: A sério, Sega. Please.

    FAÇAM UM NOVO FIGHTERS MEGAMIX: Tudo dito.

    ...e acho que é tudo. Um pouco tl;dr demais, mas tinha imensa coisa a dizer.
     
    Faamarques and BraveBold like this.
  2. Zetsu Spring Mushroom
    aa

    Zetsu
    Mensagens:
    9.370
    Deixa-me elucidar-te que tenho tempo enquanto passo umas cenas para o disco e oiço um podcast.

    Errado. Só era divertido na N64.

    Não, não gostavas. Esse jogo provoca coma, deves ter alucinado.

    Coitado. É só o melhor Mario Kart ever, mas pronto, não se pode ter sempre bom gosto.

    Concordo. Depois do MK DD, a série ficou mais frustrante que divertida.

    O primeiro de todos é muito bom. Difícil q.b. Mas também se joga uma vez e nunca mais se toca. O resto não joguei. Deves ter razão.

    O Wind Waker tem o Toon Link. Que é só o Link mais engraçado de todos. Se não tens sentido de humor é normal. Agora que o ritmo do jogo é chato, claro, é Zelda, todos os Zelda se tornam chatos pra burro a meio da aventura. Só os fanboys não admitem.

    Jogos de futebol são parvos. O teu tempo é precioso. Verás que a tua vida vai melhorar assim que os largares.

    Consegues fazer o troféu de ouro do Megaman 10 que é passar o jogo TODO, SEM LEVAR UM ÚNICO DANO?!? Não? Então cala-te :D
    O Megaman 5 é o melhor já agora kthxbye.

    Estás velho. Eu entendo, também já só jogo com quem conheço e pouco lol Excepto jogos de luta claro.

    Enough said, indeed. Há esperança para ti afinal.

    Mau... já escreveste coisas melhores... nem vou ler mais...

    O que é que não é secante e irritante no MK?

    São os dois giros. +2 pontos por seres fanboy Capcom 80s/90s.

    Vou explicar. Não gostas de FPS porque são jogos completamente mindless, mas dão a ilusão que estás a fazer alguma coisa bem. O problema não és tu. É porque 98% dos FPS são de facto uma treta.

    Nunca joguei e não quero saber.

    Alguns são giros para matar o tempo na sanita ou nos transportes. É reduzires as expectativas e até tens uns giritos.

    Todo o F-Zero é meh, só é relevante porque o Captain Falcon aparece no Smash Bros.

    Não. Todos os niveis de água seja em que jogo for são maus. A água não foi feita para ser transportada para um universo virtual e interactivo por mais que 2 minutos.

    Os Pokémon são feitos para ser amados. Se continuares a olhar para eles como ferramentas nunca serás um ser humano completo.

    Já disse que não e vários estudos científicos não citáveis assim o confirmam.

    Concordo tanto com isto que nem me lembro da ultima vez que joguei um simulador de corridas...

    A unica forma de ressuscitar VF era meter-lhe um "newbie style" tipo o "stylish" do GG, porque o VF é um jogo que preza demais a sua complexidade. Poucos o conseguem apreciar infelizmente.

    Mas quanto é que o Yoshi aprendeu a falar? O Pikachu também diz "Pikachu!" e não é por isso que "sabe falar". Querias que ele mandasse um relincho e abanasse o focinho? Não é um cavalo home! Podes montar, sim, mas não é um cavalo.

    Novo Megamix, sure, têm muito personagem novo que podiam meter, tipo o Kyryu do Yakuza. FVipers? Nah.

    Pronto agora estás mais elucidado, não precisas agradecer :-)
     
  3. Kasuga Kyosuke Golden Coin
    aa

    Kasuga Kyosuke
    Mensagens:
    114
    Verdade. O SMK envelheceu mal. Ter quarenta mil versões da Donut Plains não entusiasma muito hoje em dia.


    Bem, era difícil e frustrante. Principalmente aquela pista com o vulcão no background e a Rainbow Road da qual caía umas 5 vezes por corrida. Mas em coma não ficava. O jogo era bem tenso e ainda podias desbloquear as pistas do SMK do SNES, ficando assim um jogo bem grande para o GBA!


    Pois olha, não gosto muito dele hoje em dia. O conceito dos dois pilotos é giro, contudo.



    As partes com a Tetra foram bem engraçadas, por caso. Principalmente quando ela dispara o Link de um canhão HEHEHE.

    Será que se tornam? Estou actualmente na 5ª dungeon do Link's Awakening DX e acho que o jogo está a ficar cada vez melhor.


    Que dirias então se visses as horas que já larguei nos Civilizations e em cow clickers como o AdVenture Capitalist e o Clicker Heroes.


    Nunca joguei o MM10, por isso não, tens razão.

    O MM5 é um guilty pleasure. Tem algumas coisas giras como o Charge Man e o Gravity Man. E o Proto Man castle, claro.

    Concordemos em discordar então ;)

    O MK pode não ser o melhor jogo de luta a nível de jogabilidade e complexidade, mas secante não é. Aliás, tem o mundo e a história mais interessante de todos os jogos de luta e também o melhor leque de personagens, imo. E olha que o MK já não é tão bare bones como era nos anos 90. O MMX é bem difícil até. Eles próprios sabem que ter violência por si só já não chega para o jogo se destacar num mundo em que existem GTAs e outros que tais.

    Sim, é triste mas é verdade. Nem os japoneses, que adoram jogos difíceis, compravam os jogos da série.

    Eu não acreditava nisso, mas lá fui dando pokéblocks ao Torchic no ORAS e quando ia sendo aniquilado pelo Steven no último combate, o Blaziken só não desmaiou porque amava o seu treinador. Afinal de contas dar-lhes bolinhos e pokeblocks serve para alguma coisa!

    Tipo aqueles que defendem que as vacinas causam autismo? :p


    É complexo mas também não é assim tão difícil como muita gente pensa. Tem um botão de block e é fácil fazer links e aprender combos bem interessantes no tutorial/training mode. O VF2 vendeu bem até e foi muito inovador no que toca a fighters 3D. A SEGA podia bem ter aproveitado esse sucesso, mas já sabemos como a Sega adora dar tiros nos pés. E depois veio a Namco com o Tekken 3 e o pessoal cagou no VF.

    O pior mesmo é o VF não ter personagens icónicas e carismáticas como as séries de luta restantes. E apesar do SF a nível de história ser algo fraco, ao menos pode-se dizer que tem uma, ao contrário do VF. Costuma-se dizer que o Mortal Kombat é all flash and no substance. O Virtua Fighter é precisamente o contrário. All substance and no flash.


    Fala mais do que devia. O "Yoshi!" dele até é giro, o que provavelmente ajuda o bicho a ser mais popular com o público feminino e com o público juvenil. Mas para mim só devia relinchar mesmo como fazia no SMW e no MK64.
     
    Zetsu likes this.
  4. Yggdrasil Redactor
    aa

    Yggdrasil
    Mensagens:
    3.420
    Ora bem! Temos aqui coisas com que eu concordo e com que discordo - e outras em que não tenho opinião. Vou ser construtivo e concentrar-me nos pontos em que estou largamente de acordo e dar uns contributos noutros.

    ---------------------------------------------------------------------------

    Eu joguei os primeiros FIFA e na altura gostava, ao ponto de ter terminado campeonatos e tudo. Hoje não lhes acho piada, nem a nenhum simulador de futebol - joguei bastante o ISS 98 na Nintendo 64 mas hoje em dia, FIFA para mim é uma coisa que jogo em casa de um amigo meu que adora.


    Mesma coisa comigo. Quando comprei a DS há 12 anos andei fiz uns jogos online no Mario Kart mas rapidamente aquelas tácticas de snaking deram-me cabo do gozo todo. As poucas vezes que experimentei jogar online noutros jogos e consolas aquilo estava cheio de gente que levava tudo *demasiado* a sério e quando perdiam desligavam...nah, para mim multijogador é a nível local com amigos (e de preferência com comida e cerveja).


    Same here. Percebo porque são populares mas de todas as vezes que lhes pus as mãos, não me senti minimamente envolvido - excepção talvez para o Overwatch.


    Eu vejo o Tekken como a mais superficial comparada com Soul Calibur, Street Fighter e Virtua Fighter. É divertida mas não a ponho ao lado desses.


    Eu também não, nunca fui - o único de que realmente gostei e joguei de uma ponta à outra foi o GoldenEye. Isto pode parecer conversa de fanboy da Nintendo (nota: não gostei do Turok) mas a verdade é que nunca me adaptei aos FPS, nunca me adaptei aos dois analógicos (talvez se usassem o comando da N64...) e nunca me adaptei às convenções do género...eeu até sou capaz de gostar de momentos caóticos com tiros e explosões por todo o lado mas isto tem de acontecer num jogo que não se leve demasiado a sério (ou seja, nada de Call of Duty).


    Mesma coisa, para mim são ligeiramente mais avançados do que os jogos da Tiger e semelhantes, nada mais.


    Reconheço que o F-Zero X e GX são muito melhores que o original mas eu tenho uma afeição muito pessoal pelo primeiro, mesmo que não tenha modo Vs. Foi o primeiro jogo que me deixou embasbacado com o SNES, muito mais que o Super Mario World.


    Não gosto nem do Water Temple, nem do Lord Jabu-Jabu - no caso do Water Temple eu comecei a fazer outras coisas (acho que salvei três dos carpinteiros entretanto) e só passadas umas duas semanas, quando li um walkthrough numa revista, é que voltei ao Water Temple e percebi o que me faltava (apenas um pormenor, a partir daí foi sem parar).


    Quase 30 anos depois, este é um dos jogos antigos que quase toda a gente adora detestar, acho isso um exagero. O nível da barragem era uma coisa que me enervava quando era pequeno (perspectiva: o NES foi a minha primeira consola e as Tartarugas Ninja foi o meu 1º jogo, juntamente com o SMB). Mas eu lá passei o nível da barragem, quando ainda tinha 9 anos...foi o raio do 3º nível que nunca consegui passar!


    Eu percebo que o Streets of Rage e Final Fight tenham melhores mecânicas mas dou um ponto de bónus ao Turtles in Time por ser uma adaptação de sucesso de uma das séries mais populares do mundo no seu tempo. Além disso, tem uma banda sonora belíssima e é um dos exemplos de um jogo que eu adorava quando tinha 10-11 anos e de que continuo a gostar imenso hoje em dia, coisa que não acontece com todos.



    Também não gosto da aproximação Sim City aos Sims - os meus favoritos são o original mas na sua versão SNES e o 3000. Já o 2000 (que tive na Saturn) achei-o pouco dinâmico e o 4 dá demasiado ênfase à gestão financeira.


    Também não sou fã dos que tentam ser demasiado realistas, já que para mim um dos maiores valores acrescentados dos jogos não é recriar a realidade de forma o mais exacta possível mas criar realidades paralelas e situações que não são possíveis no nosso mundo. E acho que eram muito poucos os que não gostavam de Sega Rally e Daytona há mais de 20 anos.


     
  5. lobito180 Normal Mushroom
    aa

    lobito180
    Mensagens:
    521
    Epah, gostei de ler as vossas coisas, também vou deixar aqui algumas coisas!

    Não achei a série Half-Life nada de especial. Se calhar por já o ter jogado muito depois do seu lançamento, mas joguei o primeiro para depois jogar o segundo, por muitos considerado um dos melhores jogos de sempre. Acabei o primeiro, achei meh. Comecei o segundo mas parei. Nada naquilo me agarrou.

    Street Fighter II não é assim tão bom. Começou já por dizer que sou um grande fã de Tekken, e só joguei Street Fighter muitos anos depois de estar habituado a Tekken, mas não consigo jogar nenhuma versão de SF II. Dos Alpha e do III para a frente ainda consigo ganhar meia-dúzia de partidas Arcade, mas no II não. Não sei porque será, mas adapto-me melhor a outros jogos 2D do que SF II.

    Não gostei de Panzer Dragoon. Um certo dia comprei o II numa Cash Converters por 3€, apenas porque sabia que era um dos jogos mais bem falados da Saturn (e porque sabia que tinha algum valor). Meses mais tarde lá peguei nele e não achei nada que valesse tanta fama. É um on rails shooter banal, algo que existe em trinta mil jogos. Talvez hoje em dia seja mais banal do que era na altura, mas toda a gente fica excitada com esta série e a mim não me diz absolutamente nada.

    O Resident Evil 4 não é o melhor jogo da série, e por acréscimo, os controlos de tanque não são maus. Resident Evil com câmara over the shoulder nunca mais foi Survival Horror propriamente dito. Até ao Code Veronica os controlos eram bons. Quem diz que não fazem sentido é porque nunca se deram ao trabalho de se tentarem habituar aos mesmos, porque até são bastantes intuitivos ao fim de pouco tempo. O que me atrofia o cérebro é tentar jogar o Resi 0 ou o REmake com analógicos e "como deve ser".

    A cena do riso, no Final Fantasy X, não tem mau voice acting, nem é cringe. Só diz isso quem não percebe o contexto da cena e o seu significado.
     
  6. Kasuga Kyosuke Golden Coin
    aa

    Kasuga Kyosuke
    Mensagens:
    114
    Actually, eu adorei o GoldenEye na altura e gostei do Turok. Mas estranhamente, não consegui gostar assim de mais nenhum FPS puro desde então tirando o Borderlands 2 que só gosto de jogar em co-op com amigos. Mas por exemplo, o Team Fortress 2, que é gratuito e muito popular, não consigo gostar.

    Eu não cresci a jogar no PC, que é onde os FPS clássicos tipo Doom e Wolfenstein 3D saíram. Talvez seja por isso.

    Sim, tem muito charme a nível visual e uma excelente OST. E reconheço a sua importância para o género. E não é que tenha m+a jogabilidade, atenção, mas é básico em comparação com os jogos seguintes.

    Deves te estar a referir a uma chave específica. Geralmente a história das pessoas com o Water Temple é essa.

    Em primeiro lugar, o jogo tem falhas gritantes e não é de todo um bom jogo. Mas também não é um jogo horrendo. Antes do AVGN ter feito a review do jogo, as pessoas no geral viam-no apenas como um jogo antigo e muito difícil, tal como muitos outros do NES tipo Battletoads ou CastleVania. Não me lembro de ver muita gente a considerá-lo um mau jogo ou um dos piores de todos os tempos até o Nerd fazer aquela review. Aí sim, o jogo ficou com muito má fama e passou a ser um bocado moda dizer cobras e lagartos dele... mas nos últimos anos isso acalmou e até já vejo pessoas a chamar-lhe de "underrated classic" e acho que isso também não está correcto. O TMNT do NES é um jogo que teve um excelente conceito no papel mas, mal executado na prática. Maus comandos, principalmente na questão dos saltos, e maus equilíbrio da valai das Tatarugas. O Rafael e o Miguel Ângelo são carne para canhão no jogo, principalmente o Rafael. E se perdes o Donatello, então mais vale fazer reset e começar do princípio.

    O respawn dos inimigos também era escusado e tornava-o mais complicado e frustrante do que já era.

    O jogo não deixou um bom legado. É, penso eu, o jogo do NES mais vendido a seguir aos Marios e Zeldas, o que significa que muita gente o jogou na sua infância. E desde então os jogos das TMNT passaram a ser sobretudo beat 'em ups a la Final Fight. É pena porque o primeiro TMNT para o NES tinha um conceito bem interessante e era bastante original para a altura, mas talvez tenha sido um pouco ambicioso demais para a altura em que saiu.

    Tiveste-o para a Saturn?! O loading devia ser uma tortura. Eu tive-o para o SNES.

    Bem, a versão World Warrior é algo pobre em comparação com as restantes. A melhor versão do jogo é a Super Turbo e depois a Champion Edition, imo. Mas o hit detection ás vezes é um bocado manhoso, sim...

    A série Alpha tem o seu encanto, mas não gosto muito da ideia de bloquear no ar e disparar projécteis no ar. Só o Akuma é que deve ter esse privilégio!

    O Third Strike é o melhor SF de todos. Flui muito bem.

    O jogo mais difícil da série é o SF4 imo. Focus attacks e principalmente FADS tornam-no muito mais complexo.
     
  7. Zetsu Spring Mushroom
    aa

    Zetsu
    Mensagens:
    9.370
    Acho que os jogos de luta mais antigos, especialmente 16-bit, não têm grandes mecânicas, basta ver os torneios que aquilo é basicamente o pessoal a abusar das "falhas/limitações" que os jogos têm. A partir da Dreamcast/PS2 já começaram a ganhar mais corpo.

    Actualmente acho que estamos na melhor era dos jogos de luta, que começou com a chegada do SF4, por isso já tem uns bons anos. No entanto ainda me divertido com o SF2, mas cansa rápido verdade.
     
    Kasuga Kyosuke likes this.
  8. Yggdrasil Redactor
    aa

    Yggdrasil
    Mensagens:
    3.420
    Yep... :/ uma cisa em que nem reparei na altura e que precisei de ler num walkthrough para saber o que era. Depois quando a apanhei acho que não voltei a precisar de ajuda até ao fim do jogo.


    Sim, os vídeos do AVGN tiveram imenso impacto em reavivar interesse em alguns jogos. Eu recebi-o com o NES, juntamente com o SMB e a verdade é que na altura para mim o Mario era só uma figura que aparecia em anúncios mas a Tartarugas Ninja eram a série mais popular que por aí havia, não deviam haver ninguém que não gostasse, por isso nnão admira que o jogo vendesse tanto. E claro, os meus critérios não eram muito apurados - mesmo assim percebi rapidamente que com o Rafael não ia a lado nenhum. Essencialmente eu vejo-o como um jogo medíocre - não é um horror injogável mas também nao é um 'bom' jogo.


    Sim, os loadings pesados são no momento em que acedes à tua cidade e em que gravas - demora uma eternidade, sobretudo quando gravas. Durante o jogo propriamente dito, há alguns instantes em que ele precisa de aceder à info no disco - quando queres ver os pormenores osbre cada estrutura, quando vais ler o jornal ou quando há eventos, embora sejam mais curtos que os loadings para aceder e gravar. Mas a mainha maior queixa nem é o tempo de loading, é a forma como o jogo parece em geral avançar muito devagar - o ritmo de crescimento é lentíssimo e demora imenso tempo para a cidade crescer. O 3000 é muito mais fluido e dá muito mais motivação.
     
  9. Kasuga Kyosuke Golden Coin
    aa

    Kasuga Kyosuke
    Mensagens:
    114
    O Third Strike tem boas mecânicas. E já é algo antigo e é 2D.

    Os KOFs 98 e 2002 são também muito bons, imo. Mas o KOF é um jogo difícil e é muito difícil arranjar Europeus que o joguem online. 90% dos jogadores são Latino-Americanos.

    Um jogo que eu gostei bastante foi do Capcom vs. SNK 2. Combinava o melhor do SF e do KOF. Quem me dera que houve um CvS 3.

    Já agora, isto pode ser impopular, mas não sou grande fã de Marvel vs. Capcom. Primeiro de tudo, o universo Marvel não me diz rigorosamente nada. Segundo, o jogo é um bocado "confuso". Tem demasiada coisa a passar-se no ecrã e acaba por me distrair.
     
  10. gusema Spring Mushroom
    aa

    gusema
    Mensagens:
    9.706
    Não sou um especialista de Civ (só joguei o IV) mas é normal o jogo ficar desiquilibrado para o fim, se jogares o início bem não vão prejudicar o jogo para o fim só para tentar equilibrar o jogo. Obriga-te a ser bom o jogo todo em vez de permitir que jogues mal 80% do jogo para depois recuperares. E discordo da diplomacia, acho que está bem implementada.

    Experimentaste o Fast Racing Neo? Depois desse é impossível dizeres que não gostas de jogos de corridas.

    Não gostas de FPS porque não precisas de pressionar uma sequência de 250 botões só para conseguir dar um soco. 8.D

    Andam a jogar os jogos errados de mobile, devem se ter ficado pelo secção dos recomendados da Play Store.

    Star Fox 64 gostaria de ter uma palavrinha contigo.

    @G.E.R.M.A.N. assinas uma petição para banir o Lobito? Eu joguei Half-Life pela primeira vez em 2016 e achei-o dos melhores jogos de sempre, deixar o segundo a meio devia ser crime contra a humanidade.

    Só joguei o 4 e o Revelations, mas o 4 é bem capaz de ser dos 10 melhores jogos de sempre, os outros só podem ser melhores se foram top 5. :enfim:
     
    G.E.R.M.A.N. likes this.
  11. lobito180 Normal Mushroom
    aa

    lobito180
    Mensagens:
    521
    @gusema, podem-me banir à vontade por causa do Half-Life, mas não me mudam a opinião :boo:

    Sobre o Resi 4, repara que não digo que não é um bom jogo. Digo sim que não é o melhor da série, a meu ver, como tanta gente apregoa. Experimenta o REmake para teres noção do que digo que é "um Resident Evil à séria". Esse está no meu Top 5, se servir de alguma coisa :soubom:
     
  12. BAlvez 1-Up Mushroom
    aa

    BAlvez
    Mensagens:
    1.340
    @lobito180, tens de jogar o Half-Life 2. Muita gente gosta do 1º jogo, mas a maior parte das pessoas que fala bem da série é por causa da sequela e dos episódios que são brutalíssimos. Não é a minha série de jogos preferida, longe disso (aliás, da Valve prefiro mil vezes a série Portal ou Left 4 Dead), mas o Half-Life 2 é realmente qualquer coisa. Especialmente se tivermos em conta que é um jogo de 2004.
     
  13. lobito180 Normal Mushroom
    aa

    lobito180
    Mensagens:
    521
    Eu sei disso, e até já tínhamos chegado a falar disso! Um dia talvez volte a pegar no 2, mas não garanto nada...
     
  14. Kasuga Kyosuke Golden Coin
    aa

    Kasuga Kyosuke
    Mensagens:
    114
    Mas eu disse que nos níveis mais elevados a AI faz muita batota e parece que precisa de menos de metade das turns para ter os edifícios, as ciências e as unidades militares mais fortes. Experimenta jogar CIV V nos níveis mais elevados. Estás tipo na 7ª turn, conheces o Genghis Khan ou o Napoleão e ele declara-te guerra logo na turn a seguir. Em menos de 10 turns é impossível defenderes-te como deve ser. E se o Shaka dos Zulus for o teu vizinho então faz reroll. Não vale a pena. É um batoteiro descarado nos níveis mais elevados.

    A diplomacia é muito básica comparada com a do Europa Universalis. E a diplomacia no CIV V e a vitória diplomática com as Nações unidas etc. tem algumas falhas também.

    Não. E como não tenho Wii U nunca o irei jogar.

    Que jogos recomendas então? Os únicos jogos mobile que gostei até hoje foram ports/versões mobile de jogos retro tipo o Sonic CD, o Sonic 1, o Sonic 2, o Crazy Taxi, etc.

    O Pokémon Go foi giro durante uma semana mas depois fartei-me.

    Estás a dizer que o Aquas é um bom nível? Eu falo por mim, mas prefiro andar de Arwing do que de submarino ou no Landmaster. E na versão da N64 Aquas é algo puxado, pois é um nível muito escuro e não se vê bem ás vezes. Na versão da 3DS é mais suave.[/QUOTE]
     
  15. lobito180 Normal Mushroom
    aa

    lobito180
    Mensagens:
    521
    Olhem que eu também não sou fã de jogos mobile, mas comprei ontem o Dragon Quest II e convenceu-me que alguns géneros se adaptam bem ao formato. Jogos que se tenha de ter usar um d-pad virtual para questões de perícia (como jogos de plataformas) não consigo jogar, mas algo mais calmo como um JRPG parece-me bastante bem. Nesta versão destaco até que é relativamente fácil pegar no telemóvel, fazer algum grinding, e parar.
    Também me lembro de ter jogado o Crazy Taxi quando ficou gratuito e até me orientava minimamente com os controlos, apesar de preferir um comando, como é óbvio.
    O novo jogo do Dr. Mario também me está a conseguir entreter uns bocados.
     
  16. Kasuga Kyosuke Golden Coin
    aa

    Kasuga Kyosuke
    Mensagens:
    114
    Pois, mas como eu referi, isso são versões mobile de jogos que já foram feitos há muitos anso para consolas domésticas. Não são jogos "puramente" mobile.

    Muita gente saca emuladores retro e joga-os no telemóvel. Há uns anos vi um homem que devia ter uns 35 anos ou assim no metro de Lisboa a jogar um jogo de Pokémon. Penso que era o Ruby/Sapphire, mas também não andei propriamente a enfiar o nariz para confirmar por isso não tenho 100% certezas. E um tipo com quem andei na faculdade uma vez vi-o no corredor a jogar no telemóvel um hack rom de Pokémon.
     
  17. lobito180 Normal Mushroom
    aa

    lobito180
    Mensagens:
    521
    Acredito que haja jogos com estas características feito de raíz para mobile, mas nunca fui procurar, sinceramente.
     
  18. Kasuga Kyosuke Golden Coin
    aa

    Kasuga Kyosuke
    Mensagens:
    114
    Quando eu jogava FIFA Mobile ás vezes ou assim via anúncios a certos RPGs mobile. Nunca os experimentei, contudo. Havia um que até era uma mistura de Bejeweled com RPG. Cada vez que alinhavas 3 do mesmo tipo a tua party ataca. Coisa estranha lol
     
  19. lobito180 Normal Mushroom
    aa

    lobito180
    Mensagens:
    521
    Joguei uns dois assim, mas depois fartei-me. Por falar em ataques, antes havia um Puzzle Fighters que me viciou, mas infelizmente já acabou :(
     

Partilhar esta Página

  1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies.
    Remover anúncio