1. Juntem-se ao servidor de Discord do FNintendo. Juntem-se aqui.

FNintendo Qual a vossa Historia no mundo dos videojogos?

Discussão em 'Mundo dos Jogos' iniciada por osvelhostempos, 29 de Dezembro de 2009.

  1. osvelhostempos Normal Mushroom
    aa

    osvelhostempos
    Mensagens:
    951
    Boas

    Aqui vai mais um desafio:) Mais um passo para termos material para o documentário:) Quantas mais respostas, melhor, para que possamos criar um retrato fiel digno da realidade portuguesa.

    Sendo assim, precisamos de obter algumas respostas:

    Qual é a vossa historia no mundo dos videojogos? Como foram introduzidos no meio? Com que idade começaram a jogar/em que década? Tiveram primeiro uma consola própria ou iam as arcades ou a casa de algum amigo/a? Como foi a historia para conseguirem ter uma consola ou videojogos? Pediram aos pais, pouparam dinheiro...

    Obrigado desde já.

    PS- o video do DOOM esta a ser preparado:)
     
  2. neveda Redactor Chefe
    aa

    neveda
    Mensagens:
    33.182
    NN ID:
    neveda
    Switch FC:
    5357-7881-4111
    Tenho ideia que entrei no mundo dos videojogos no Natal de 1991 através da Atlantis (clone de atari 2600). Tinha bastante jogos incorporados mas julgo que não durou mais que ano e meio, pois entretanto avariou. Até joguei bastante mas não fiquei propriamente fascinado pelos videojogos.

    Para mim a verdadeira entrada ocorreu por volta do meu 8º aniversário (Março de 1993) quando recebi, do meu pai, uma Mega Drive que vinha num pack com Sonic e Mega Games I (tinha world cup italia 90, columns e super hang on). Entretanto tornei-me fã da Sega e fui adquirindo com o tempo, diversos jogos como os diferentes Sonic's, Super Street Fighter II, Mortal Kombat, FIFA, Fantasia etc. Nesta fase também tinha diversos amigos com Mega Drive e jogávamos bastante Micro Machines entre outros jogos multijogador.

    Como fã Sega, e na minha jovem inocência, sempre que saia algum add-on, tentava impingir aos meus pais uma Mega CD e depois uma 32X. Esta última estive quase para comprar e só não aconteceu porque quando entrei na loja, o único exemplar já estava reservado.

    Com esse acontecimento decidi esperar pela saída da Saturn, sendo a primeira consola que comprei com dinheiro ganho em mesadas. Basicamente custou 75.000 escudos e foi comprada no Natal de 1995, juntamente com o único jogo que se encontrava disponível na loja - FIFA 96. Cheguei a ter bons jogos e a pérola Panzer Dragoon Saga...

    Em 1996 comprei uma N64 por causa do Super Mario 64 e isso marcou a minha entrada na Nintendo. A Playstation só entrou em minha casa já em 1997.

    Mas uma vez mais e na minha ignorância, sempre que comprava nova consola de nova geração vendia a anterior...Ou seja para comprar a Dreamcast vendi a Saturn com todos os seus jogos...

    Mas desde a Dreamcast que não me voltei a desfazer das consolas e comecei a comprar as consolas da infância de forma a completar a colecção.
     
  3. Bernkastel Golden Mushroom
    aa

    Bernkastel
    Mensagens:
    21.343
    Não sei o ano (90, 91 se tivesse de apostar), mas a primeira vez que joguei um jogo foi numa loja onde tinham uma Mega Drive em exposição com o Mega Games I, joguei um bocadito e tratei logo de pedir uma igual aos meus pais. No aniversário chegou a Mega Drive a casa e até há bem pouco tempo foi a consola para a qual possuo mais jogos. Ignorei a Mega CD e a 32x (sorte a minha) apesar de me ter apaixonado pela Sega e pelos seus jogos e a minha próxima consola foi a Saturn.

    Passei bons tempos com ela com Dragon Force, Shining Force III e afins, mas infelizmente como sabemos morreu cedo. Alguns meses depois veio a grande decisão da minha vida de fanboy Sega: compro ou não a Playstation? Tem jogos engraçados... MAS NÃO QUERO TRAIR A SEGA! Sim, felizes tempos de puto em que nos atravessam a mentes dilemas estúpidos como esse. Acabei por comprar a consola e posso dizer que fui um consumidor satisfeito, pois foi a consola que me introduziu definitivamente a um dos meus géneros favoritos hoje em dia (jRPGs) e a algumas séries que ainda gosto bastante (Metal Gear Solid, por exemplo).

    O passo natural era comprar a PS2 e apesar de ter todas as intenções de o fazer, decidi voltar a dar uma oportunidade à Sega e comprei a Dreamcast. Consola que ainda recordo com bastante carinho pois teve vários jogos excelentes, entre eles a minha primeira experiência de online gaming: Phantasy Star Online. Foi muito estranho nos primeiros tempos jogar com gente a sério, uns bons companheiros e outros parvos todos os dias, mas é uma experiência que recordo com muito apreço, tanto que hoje em dia ainda vou jogando o Episode I & II e a versão Blue Burst para o PC.

    Mas mais uma vez a consola morreu cedo e passei por um jejum de videojogos durante uns meses até comprar a Playstation 2 uns meses mais tarde. Não há muito a dizer, quem vir o que eu escrevo hoje em dia por estes lados, descobre com facilidade que se tornou na minha consola favorita de sempre e que tem pelo menos metade dos jogos do meu top 10 de jogos. A experiência definitiva e uma consola que toda a gente devia ter, pelo que me diz respeito ainda não morreu e continuo a comprar jogos e a jogar nela.

    Pelo meio, o primeiro contacto (além da NES e SNES de amigos durante a infância/adolescência) e de emuladores no PC com a incontornável Nintendo: Game Boy Advance e Gamecube compradas num curto espaço de tempo. Não joguei muita coisa no cubo (apesar de ainda planear comprar vários jogos) mas posso dizer que valeu a pena a sua compra. Quanto ao GBA a história é outra e é triste: poucos tempo depois de comprar saiu o GBA SP e nasceu o meu ódio às portáteis de hoje em dia que recebem planos para modelos novos com óbvias melhorias ainda não tirámos nós a última da caixa. No caso do SP a mudança foi notória por causa da iluminação do ecrã, e recusando-me a gastar mais dinheiro numa consola que já tinha, acabei por jogar quase todo o lineup do GBA através de emuladores. Olhando para o panorama actual e apesar de gostar muito do lineup da DS, duvido que volte a comprar uma portátil.

    E neste Natal começou a escrever-se o novo capítulo da história com a compra da Xbox 360. Ainda é muito recente para fazer um balanço, mas penso que é uma excelente consola e tenho confiança que vai continuar esta história que felizmente tem mais pontos altos que baixos.

    </testamento>
     
  4. G.E.R.M.A.N. Mega Mushroom
    aa

    G.E.R.M.A.N.
    Mensagens:
    11.052
    Switch FC:
    3057-7639-9495
    Foi isso e a mudança das pilhas para a bateria. O meu GBA original nunca mais foi usado, praticamente. Já o SP uso regularmente até aos dias de hoje. Mais tarde posso contar a minha história, mas não tenho grande coisa para dizer :P
     
  5. Rony G Golden Mushroom
    aa

    Rony G
    Mensagens:
    24.128
    Switch FC:
    8447-5049-1309
    Não sei com que idade comecei a jogar... sempre me lembro de jogar! ia para casa do meu vizinho jogar no seu Spectrum 48K, e jogava nas arcadas.
    Com seis anos os meus pais ofereceram à minha irmã um Spectrum 128K por ela ter acabado a quarta classe, escusado será dizer que quem jogava mais nele era eu! :lol:
    Mais tarde, o Gameboy foi lançado em Portugal, ao mesmo tempo que as brickmanias (tetris)... Sempre pensei impossível sonhar com um gameboy (factores económicos) como tal apenas sonhava com uma brickmania... incrivelmente no Natal desse ano o trabalho do meu pai ofereceu a TODOS os filhos de funcionários do ano de 82 (conforme a idade as prendas variavam) um gameboy! Passei os próximos tempos a pensar que estava a sonhar!!! O primeiro jogo que comprei para ele foi o dos Simpsons Escape from Camp Deadly.
    Muito mais tarde, tive direito a uma Mega Drive II, (atenção que nas arcadas sempre fui uma presença assídua) claro que muito antes disso já eu andava fartinho de me enfiar em casas de colegas meus a jogar MegaDrive e Super Nintendos. No final da geração dos 16 bits, tornei-me PC gamer e descobri pérolas como o primeiro GTA, o Settlers, o Warcraft 2, Diablo, etc... Como sempre continuei a jogar consolas em casa de amigos meus, e por vezes emprestavam-me consolas para eu ter em casa uns mesitos (das que tive em casa emprestadas contam-se a NES, a Saturn e a Dreamcast) em casa deles pude testar o 32X, uma Atari, a PSX, a Saturno, a PS2 e a PS3.

    Somente com a chegada da Wii voltei a ser console gamer, ela conseguiu devolver-me a emoção de ter uma consola. após tê-la comprei a DS, Uma Super Nintendo (que sempre quis e nunca tive) e uma N64 (que também sempre adorei mas era demasiado cara para sonhar com ela).

    De todas as consolas mainstream a única que nunca experimentei foi a Xbox, e a 360 apenas a experimentei em lojas.

    e é tudo! :hero:
     
  6. Dragon_Ball_Z Boo Mushroom
    aa

    Dragon_Ball_Z
    Mensagens:
    5.403
    O meu primeiro contacto com os videojogos foi quando tinha 5 anos.

    No Verão ia sempre para a casa da minha prima e ela tinha uma consola daquelas dos marroquinos com 100 jogos.

    Mais tarde ela teve uma Mega Drive II e depois aos 6 anos foi quando eu comprei uma Mega Drive II, tinha iniciado oficialmente a minha "carreira" de Gamer.

    Em 1999 com os meus 10 anos comprei uma PS1, gostei tanto do Crash Bandicoot 2 que fiquei doente.
    Foi a minha companheira até 2004, ano em que vendi a minha Mega Drive II -.-' para comprar uma PS2.

    Quando comprei a PS2 foi quando me tornei Fanboy pela primeira vez de uma consola. Em 2007 comprei uma PSP, foi amor à primeira vista.

    Em 2008 deixei de ser cego e deixei me de Fanboyismo, graças a um cubo mágico chamado Gamecube, no mesmo ano veio cá para casa uma Nintendo Ds e um PS3.

    Em 2009 o Wii veio cá ter a casa. Para o ano se tudo correr bem devo comprar a 1ª Xbox.
     
  7. iKE Mega Mushroom
    aa

    iKE
    Mensagens:
    14.692
    Deve ter sido por volta de 1995 que tive a minha primeira consola de jogos. E no meu caso foi a Mega Drive. Oferecida pelo meu tio.

    A consola vinha com 4 jogos Sonic (1,2,3 e Sonic&Knuckles), Mega Bomberman (o jogo que mais joguei nela) e Rocket Knight.
    Foi uma consola que me deu imenso gozo jogar com colegas e aquela que mais joguei na minha vida acompanhado.
    Passei serões a jogar com colegas jogos como Altered Beast, Mega Bomberman, Sonic the Hedgehog 2, Tiny Toon Adventures - Acme All Stars, World of Illusion Starring Mickey Mouse and Donald Duck, o grande Street of Rage 2, Mortal Kombat II e III, Golden Axe, Gunstar Heroes entre outros.
    Os meus jogos favoritos da consola são e continuam a ser no entanto aqueles que mais joguei sozinho. Shining Force 2, Alisia Dragoon, Phantasy Star IV e Rocket Knight.
    Outros títulos que gostei mas que não apreciei tão bem na altura foram Ristar, Story of Thor e um Shmup que neste momento não me recordo do nome.

    Entretanto (1997 ou parecido) a minha MD avariou e a minha avó disse-me para ir comprar outra. Ela perguntou-me se eu queria uma Sega Saturn e eu recusei pois queria a Mega Drive. lol (Ainda me lembro que foi na Worten do Gaiashopping, no local onde actualmente se encontra a Sportzone).
    Saltei a geração Ps1/N64/Sat, no entanto joguei bastante PSX e N64.

    Em meados de 2000 comprei uma Dreamcast. A minha primeira 128 bits. Teve uns valentes jogos, tais como Phantasy Star Online (versão 1 e 2), Sonic Adventure, Jet Set Radio, Virtua Tennis, Dino Crisis, Soul Calibur, Chu-Chu Rocket e uns outros sendo a maioria experiências arcade. Até 2003 foi a única coisa que joguei até me ter deparado com a Xbox (eu não era muito atento ao mercado, não reparei que realmente a PS2 tinha grandes jogos). Comprei a Xbox com o meu dinheiro (os meus pais não me compraram mais do que a Mega Drive e um Game Boy Color). E não me arrependi nem um pouco.
    Um dos meus primeiros jogos foi mesmo o Panzer Dragoon Orta (que por incrível que pareça, descera em pouco tempo do full price para os 15 euros). Mas ao mesmo tempo também desfrutava do grande Halo que veio em bundle com a consola. Foi a minha maior experiência em FPS até à data. Com ele também pude experimentar uns outros que tão depressa entraram como saíram da consola. Nesse mesmo ano arranjei o Kotor, Morrowind, DoA 3 e uns outros. No ano seguinte, o meu tio voltou a oferecer-me uma consola das que ele tinha. Para minha surpresa era uma PS2.

    A partir desse momento fiquei a ter as duas consolas. Mas detestava ver como o pessoal da minha escola dizia mal da Xbox.
    Cheguei a levar alguns colegas para jogar Halo na Xbox. Mas vinha-me sempre à conversa o Smackdown vs Raw e PES da PS2 por mais que eu fizesse. lol

    Os meus jogos favoritos da Xbox foram mesmo os dois Halo, Kotor, Panzer Dragoon Orta, Soul Calibur II, todos os Splinter Cell, Half Life 2, Thief, Fable Ninja Gaiden Black entre outros. Na PS2 existem imensos (mais tarde actualizo)

    Após ter recebido a PS2 as duas consolas disputavam os meus tempos de jogos. No entanto com a descoberta de Final Fantasy, a PS2 ganhou uma vantagem muito grande (porém Halo 2 continuava a ser o que mais tempo de jogo acumulado recebera lá em minha casa)
    Mas só a Ps2 teve os jogos que mais prazer me dava jogar sozinho.

    Joguei também bastante Game Cube com o meu primo. Metroid Prime foi o jogo mais marcante na altura (pois ele não tinha nenhum dos Zelda). O meu primo detestou a consola seja como for e trocou-a por uma PS2 mais tarde (onde se colou aos tipicos jogos de Wrestling e futebol que eu tanto detestava)

    Na actual geração eu não entrei com tanto fervor como antigamente. A 1ª consola que adquiri fora uma Wii. Não fiquei lá muito fã da consola e continuo. Seguindo-se da Xbox 360 que ainda está sem grande uso.
    Nesta geração o meu tio não me dá consolas com certeza. lol


    A nível de consolas portáteis ainda sou mais impreciso no que toca às datas.

    Não me recordo da altura, mas lembro-me de ter recebido um GB pocket com bundle de 2 jogos, Mega Man in Dr. Wily's Revenge e Mario & Yoshi no Natal. Foi a partir desse momento que entrei na geração Game Boy (e Nintendo). No entanto anteriormente a isso já jogava duas consolas portáteis, a 1ª foi a Game Gear, poucos jogos, não me recordo de nenhum nem mesmo do Sonic que lá joguei (e sinceramente, mal tinha mãos para aquilo). A 2ª foi o 1º Game Boy, onde joguei o Mario Land e o Tetris. Dois grandes jogos.

    Recebi mais do que uma versão de Game Boy, sendo que pelo menos 4 versões me recordo, o Game Boy Pocket, Color, Color vr Pikachu e o Advance (comprado em 2ª mão por 100 euros).
    A geração toda do Game Boy foi na sua maioria passada a jogar Pokémon. Mas também me lembro de muitos outros jogos bons. No entanto, excluindo a geração Advance, poucos são os jogos cujo o nome me recordo. Mas joguei muitos títulos de plataformas.

    Actualmente tenho 3 Ds. Duas em mau funcionamento. Mas é a melhor protatil de sempre.


    A nível de PC, jogava muito mais entre o periodo de 97 e 2000. Mas nunca joguei grandes jogos.

    Resumindo
    -Mega Drive
    -Dreamcast
    -Xbox
    -PS2
    -Wii
    -Xbox 360

    Portateis
    -Game Boy
    -Game Boy Color
    -Game Boy Advance
    -Nintendo Ds

    Melhores momentos: Mega Drive

    O resto foi emprestado ou dos chineses (dão para mais um texto as dos chineses lol)
     
  8. Bernkastel Golden Mushroom
    aa

    Bernkastel
    Mensagens:
    21.343
    Bio Hazard Battle?
     
  9. Chakal Normal Mushroom
    aa

    Chakal
    Mensagens:
    812
    Não sei ao certo uma data, mas arriscaria o ano de 1995, um pouco antes de saber ler e escrever.
    O meu primeiro aparento videojogavel foi uma Brickmania, única e simplesmente com o jogo do tetris.

    Ai aos 7 anos (andava eu na 2º classe LOL), um primo meu mais velho passou-me hereditariamente uma NES, com alguns jogos que eu guardo carinhosamente, como Super Mario Bros., Castlevania, ExciteBike e o spiderman. Ai 3 anos depois a maquina avaria-se. Foi talvez o dia em que mais chorei da minha vida ;(

    Em casa tinha ainda o PC da minha irma em Win95 onde joguei uma borrada de jogos, onde vem-me agora á cabeça Dizzy, MKII Tycoon transports, Dave, Blue Brother, Wolfenstein 3d, Golden Axe, e alguns point and click de que já não me lembro do nome. Entretanto apareceu também um gameboy colour com jogos do Mário, Wario, Pokemons, Zeldas, etc…

    Algum tempo mais tarde, estava eu para ai no 5/6º ano, surge “a” consola que viria a mudar a minha vida: uma Playstation. Foi a consola mais desejada, porque aqui ao pé da minha casa havia (e ha) um videoclube onde se podia alugar e jogar jogos. Passei lá bastantes horas ver jogar o "Délio", o dono do videoclube. Deixei lá bastantes moedas de 100$, e outras de 200$ no aluguer de jogos. Foi nesta altura da minha vida que eu derreti mais retina, e perdi a conta ao numero de jogos que joguei para a playstation.
    Não muito distante, tinha o meu vizinho do 4º andar que tinha uma N64, onde joguei também muito bom jogo^^

    Ao pé da minha escola havia também um centro comercial, com uma grande sala de jogos.... Os meus preferidos não poderiam deixar de ser: Time Crises, House of the dead 2, Metal Slug, Sega Rally, e mais um jogo de motas da qual já não me lembro o nome...

    Com muita pena minha a geração dos 128bits passou-me um pouco ao lado, e acabei por ficar mais voltado ao PC gaming. Além de que nesta altura os meus interesses eram outros xD
    De qualquer das formas, entre PS2 emprestadas e jogatanas em casa de amigos. O vicio não morreu.

    A minha ultima aquisição foi uma Nintendo Wii, consola que me tem entretido bastante.

    Neste crescimento todo foi ainda passando um cheirinho em alguns jogos Dreamcast, e Sega Saturn.
    Não me considero um expert nem um jogador hardcore, apenas gosto de jogar casualmente, e quando gosto de um certo jogo sou capaz de perder algum tempo nele.
     
  10. Syaoran Bee Mushroom
    aa

    Syaoran
    Mensagens:
    3.148
    NN ID:
    SyaoPT
    Switch FC:
    7483-3616-3409
    Não me lembro com que idade toquei pela primeira vez num jogo, mas deve ter sido por volta de 91/92, ou seja, com uns 5/6 anos. Não tenho a certeza qual o primeiro jogo que joguei mas o mais provável é ter sido o Mario Bros ou o Sonic The Hedgehog.

    O que eu me lembro perfeitamente é de o meu melhor amigo da escola primária ter uma Master System e eu passar os fins de semana colado em casa dele a jogar Sonic. Lembro-me que a certa altura eu só sonhava com isso e chateava tanto o meu pai para me comprar uma consola que ele me ofereceu a "da moda" na altura, a Mega Drive II e mais um comando. Ainda mal eu sabia que era uma consola mais superior da SEGA, mas bem cedo me apercebi disso quando comecei a procurar mais informações sobre a mesma e o 16bit estampado na caixa também não deixava enganar. A consola trazia o cartucho Mega Games com 6 jogos:
    - Alien Storm
    - Columns
    - Super Hang-On
    - Super Monaco GP
    - Super Thunder Blade
    - World Cup Italia '90

    Ainda hoje tenho a consola e os jogos. Nunca vendi um único jogo até hoje que me tenha sido oferecido, dado, comprado por mim, whatever. A única coisa relacionada com este universo que alguma vez vendi foi a minha DS phat comprada no dia em que saiu para comprar a DS Lite, uma acção lógica.

    Escusado será dizer que na minha infância além da minha consola, passava o tempo todo agarrado ao GB do meu vizinho com jogo como Super Mario Land e sobretudo o grande jóia da corte dele, o Super Mario Land 2. ALém desses lembro-me de ser viciado em Kirby e creio que o outro era o Conker.
    Também passava os tempos em casa do Saicu a jogar NES e mais tarde SNES, basicamente ele tinha optado pela Nintendo e eu pela SEGA. A minha ideia era mesmo que isso se mantivesse assim, o meu primo na Nintendo e eu na SEGA, mas quando saiu a Saturn apesar das minhas tentativas sucessivas de pedir uma ao meu pai ele nunca ma ofereceu, e vender uma das minhas estava fora de questão (por esta altura já eu tinha também uma Master System 2 com os 2 Sonics, entre outros).
    Uns tempos mais tarde o meu vizinho arranjou uma Saturn e lá estava eu batido na casa dele a toda a hora. Na altura em que saiu a Dreamcast já eu estava bem mais informado sobre jogos e bem mais crescidinho para saber bem o que queria e aquela era sem dúvida a consola que queria, e até hoje nunca cheguei a ter. É uma das coisas que mais me arrependo, mas no fundo a culpa não era minha, eu era um puto e o dinheiro não nascia por muito que eu quisesse. Uns anos mais tarde ofereceram-me uma Nintendo 64 com o Super Mario 64 e foi a partir daí que começou a minha saga Nintendo e até hoje tenho comprado sempre Nintendo e nunca outra, apesar das contantes piscadelas de olho que dou à PS2 e 360.
    Eventualmente irei ter outra consola de outra empresa, após todo este tempo, mas o engraçado é que o mais provável é ser um regresso às origens, isto é, uma consola SEGA. Sim, a minha busca por uma Dreamcast e o Shenmue 1 e 2 continua, e uma coisa tenho a certeza, eles vêm cá parar, mais tarde ou mais cedo.

    Para finalizar posso ainda referir que actualmente tenho 9 consolas:
    - 1 Sega Master System II
    - 1 Sega Mega Drive II
    - 1 Nintendo 64 (cinzenta escura)
    - 1 Nintendo Game Cube (roxa)
    - 1 Nintendo Wii (branca)
    - 1 Nintendo Game Boy Advance SP (prateado)
    - 1 Game Boy Micro (prateado)
    - 1 Nintendo DS (prateada)
    - 1 Nintendo DS Lite (preta)
    De referir também uma Brickmania (a versão original mesmo) que anda algures por aqui.

    Muito mais dava para contar, mas já está alto testamento e estou farto de escrever, seca.
     
  11. G.E.R.M.A.N. Mega Mushroom
    aa

    G.E.R.M.A.N.
    Mensagens:
    11.052
    Switch FC:
    3057-7639-9495
    Bem, eu quando era miúdo até à primária nunca fui grande apreciador de videojogos, preferia mais ar livre, jogar futebol e cenas assim. O meu primo tinha uma Saturn (que ficou para mim mais tarde e deu o berro) e eu lá jogava raramente um joguito ou outro. Acho que posso dizer que a minha primeira verdadeira experiência como jogador foi com o Gameboy e o jogo da moda, Pokémon Red/Blue, em meados de 98/99. Em termos de consolas domésticas, jogava mais em casas de amigos meus na PS1 (a consola que me despertava mais interesse na altura) clássicos como Crash Bandicoot, Spyro, Rayman, GTA, jogos de futebol, porrada, etc, etc... Mas enquanto nas portáteis deliciava-me com Pokémon, Super Mario, Wario Land e afins, a minha verdadeira plataforma doméstica era o PC com jogos que ainda hoje perduram na minha memória como Half-life, Quake III, NBA lives ou FIFAs (foi no PC que descobri mais tarde alguns dos meus jogos preferidos como HL2, Call of Duty, Far Cry, Fahrenheit e afins).

    Continuei a ser um jogador assíduo de PC, enquanto nas portáteis dominavam as consolas da Nintendo. Tive um Gameboy (que já não o tenho), um Gameboy Color amarelo (que pifou), um Gameboy Color verde azulado (que conservo até hoje) e um GBA transparente (que nunca dei grande uso). Mais tarde, em 2003, fui a Andorra no Verão e aproveitei para fazer umas compras: um GBA SP e uma PS2, yap, uma bela de uma PS2 vinha para minha casa. A PS2 foi sem dúvida a consola em que mais apostei até hoje e a que mais me alegrias me deu, com muitos jogos que me marcaram e pertencem ao meu top de preferências. Mas em 2003 não posso dizer que era um jogador assíduo, os videojogos ainda não tinham grande significado no meu quotidiano. Em 2004, adquiri uma BGamer pois queria experimentar alguns demos de jogos de PC da altura (ainda não tinha net em casa). Passei a comprar a BGamer todos os meses e o meu gosto de videojogos desenvolveu-se bastante. Continuava a jogar no PC e PS2 e nos Gameboys em termos portáteis.

    Em 2005 veio cá parar a casa uma DS para ajudar ao vício e que até hoje continua a ser uma das minhas principais plataformas. Deixei de comprar regularmente a BGamer quando arranjei net e comecei em sites de videojogos pela G4mers. Um ano mais tarde voltei-me para o PTGamers e em Junho de 2008 cheguei ao FN, onde permaneço até hoje. Já não jogo muito PC, mas a PS2, DS e GBA continuam bem activos. Recentemente veio cá para casa uma Wii.

    E pronto, é isto o meu percurso, nada de mais a acrescentar :P

    Ah e também tive uma cena dessas de Brickmania, antes mesmo do Gameboy, acho lol. E refiro também que durante todo a vida jogava em arcadas quando saía com os amigos, principalmente Metal Slug, jogos de futebol e fighting games.
     
  12. Yggdrasil Redactor
    aa

    Yggdrasil
    Mensagens:
    3.505
    Oh não! Mais uma oportunidade para me sentir nostálgico e achar que o presente é frio e cinzento...

    Ora bem, a minha entrada nos jogos de vídeo começa entre 1988 e 1989 - tinha eu 5-6 anos e morava na vila alentejana de Borba - em frente à minha casa, existia um café onde os meus pais iam todos os dias depois do trabalho e depois de me trazerem da pré-primária [e depois da escola], nesse café existia uma sala de jogos com matraquilhos e mesas de snooker [que não me interessavam rigorosamente nada] e duas ou três máquinas arcade onde eu alegremente largava moedas de 25$00 e de 50$00 que cravava aos meus pais para que eles pudessem beber o seu café e conversar sem o pirralho a chatear.

    Os jogos mudaram com o tempo, mas de acordo com a identificação que eu fiz, tenho a certeza que joguei o Shinobi original [o que foi convertido para Master System], o Hogan's Alley [jogo da Nintendo que utiliza uma light gun] e um pinball electrónico cujo nome desconheço mas que tinha uma cabeça de uma mulher com cabelos de fogo - além de um beat'em up em sidescroll que talvez tenha sido o Double Dragon. Quando vínhamos a Lisboa íamos jantar sempre uma ou outra vez ao Apolo 70 onde eu dava uns toques no Super Hang On e no Out-Run.

    Em 1989 mudei-me para o Redondo e estive bastante tempo sem tocar numa máquina de jogos. Em 1990, o meu irmão nasceu e viemos para Lisboa - sítio onde as salas de arcade não eram recomendáveis para crianças de 7 anos. Felizmente, na minha escola primária tínhamos um daqueles IBMs dos anos 80 onde jogávamos Prince of Persia e Alley Cat. Entretanto, eu andava fascinado com a ideia de ter um computador e acabei por receber um Spectrum, o meu primeiro sistema de jogos em casa - apesar de não ter aproveitado todo o seu potencial, foi o meu primeiro computador. Natal de 1991 trouxe-me o NES e a minha grande entrada na Nintendo - passei a conhecer Mario e companhia e foi também a altura em que as consolas de jogos explodiram em Portugal, acompanhadas das discussõezinhas de recreio da escola sobre os enfrentamentos Mario vs Sonic.

    Entretanto, quando ia de férias à Ericeira, dava sempre para jogar nas máquinas que por lá se encontravam - entre os jogos que por lá joguei, o lendário Street Fighter II quando tinha 9-10 anos :yes:

    Quando acabei a escola primária recebi o SNES - a melhor consola da minha vida - e aos 12 anos a Mega Drive quando esta já se encontrava ao preço da chuva e são estas, juntamente com o NES, as consolas das quais guardo maior nostalgia. Super Mario World, Street Fighter II, Star Wing, Sim City, Sonic, Micro Machines e Streets of Rage são alguns dos pontos altos dos meus anos entre 1993 e 1996.

    Mais tarde, quando a Saturn sofreu um corte de preço enorme e eu finalmente consegui convencer os meus tios a darem-me dinheiro em vez de presentes foleiros [custou mas foi] consegui a 32-bits da SEGA - depois de ter passado meses a compará-la à PS1 e acabei por escolher a máquina da SEGA por causa dos seus jogos arcade - e passado algum tempo e meses a juntar dinheiro que sobrava do almoço, a N64 - consola para a qual eu tinha um autêntico "fundo de poupança".

    A partir do ano 2000, as coisas começaram a abrandar - tinha menos tempo para jogar, e foi também no início desta década que entrei para a faculdade. A geração PS2 - GC - XBox nem sequer me estava a interessar muito, mas acabei por comprar a GC no natal de 2002 por causa do Mario Sunshine e do Smash Bros. Investi pouco na GC por vários motivos - académicos, falta de tempo, falta de informação, falta de disponibilidade nas lojas portuguesas e uma certa apatia em relação à geração dos 128-bits. Só me voltei a interessar activamente por jogos por volta de 2006, quando recomecei a procurar informação sobre eles, comprei alguns jogos interessantes para a GC que me tinham escapado. Recomecei também a procurar jogos para SNES e tenho um pé nesta geração graças à minha DS [comprada à cerca de 3 anos] e à Wii [que fez 2 anos há pouco tempo], embora a Wii tenha recebido pouca atenção em consequência de nos últimos 2 anos eu ter estado fora do país durante cerca de 14 meses.

    Que posso dizer? Gosto imenso do fenómeno dos jogos - gosto de os apreciar na globalidade, quando era pequeno dava-me um gosto enorme chegar a uma loja de brinquedos [sim, vendiam-se jogos em lojas de brinquedos, sítios que praticamente desapareceram de Lisboa, já não resta uma única loja que eu me recorde da infância] e ver o canto dos jogos com dezenas de títulos empilhados. Hoje tudo parece muito mais frio e uma vez que eu não gosto de hipermercados e nunca vi os jogos como um produto para estar na prateleira de um sítio onde também se vende carne&peixe, parece-me estranho ver jogos a serem vendidos nestes sítios.

    De certa forma, sinto-me desiludido com o mercado português - oferta ainda pouco variada e um mercado em 2ª mão muito, muito incipiente; fiquei optimista quando vi lojas como a ReplayZone a a GAME a abrirem em Portugal mas isso desvaneceu-se rapidamente quando vi os preços dos jogos em 2ª mão e além disso, bem como a oferta largamente medíocre das lojas Cash Converters e Cash Land. Além disso, há uma coisa que me irrita - porque motivo não existem lojas que vendam jogos de gerações anteriores e não existem secções de import gaming nas lojas portuguesas? Foi por causa de coisas como estas [mas não só] que me voltei para a internet para comprar jogos.
     
  13. mikec Mini Mushroom
    aa

    mikec
    Mensagens:
    279
    Acho que a minha primeira experiência nos jogos começou em 2000 (acho) com a N64 onde jogava Super Mario 64, Donkey Kong, Mario Kart e mais uns, mas não ligava muito era mais jogar porque não tinha nada para fazer.

    Por altura de 2001 jogava no PC (e na N64) jogos como Tomb Raider, Harry Poter e Fifa 2001 este deve ter sido o primeiro jogo de futebol que consegui jogar (quando era mais novo achava-os complicados).

    Em 2002 veio a PS2 onde o meu irmão utilizava-me como arma para pedir uma aos meus pais, não me lembro em que altura do ano mas lembro-me que estava em casa do meu primo e o dia estava nublado, a minha mãe tinha-nos chamado, quando chegamos vimos uma caixa e era a PS2 que vinha com o Final Fantasy X e mais uma demo com um jogo que gostava de jogar (era um de skates) a partir daí foi sempre a jogar.

    Pela altura de 2006 fiquei introduzido no mundo retro onde ia para casa do meu primo jogar Streets of Rage, Golden Axe, Virtua Racing (alguns eram meus) na Mega Drive dele, era passar as tardes lá a passar os jogos...

    Em 2008 veio cá para casa a minha PS3 no Natal (mandei um rage enorme porque uma semana antes tinha visto numa Game um bundle com o Fifa, LBP e o GTA IV e depois já lá não estava.) foi nessa consola que tive a oportunidade de jogar o melhor jogo que já joguei MGS4.

    É assim a minha história no mundo dos jogos.
     
  14. Johnny 1-Up Mushroom
    aa

    Johnny
    Mensagens:
    2.846
    Mais um wall of text.

    Bem, tudo começou no belo ano de 1995 quando tinha cerca de 3 anos, recebi a minha primeira consola oferecida pela minha tia. Essa consola foi a Mega Drive 1. Adorei a prenda, mas nunca fui muito de jogos, mas joguei vários como Sonic, este que era e ainda é uma das minhas personagens favoritas, Fantasia, Clayfighters entre outros.
    Em fins de 1998 inicio de 1999 a bendita consola avariou-se (Na realidade apenas foi o cabo rf, e ninguém se lembrou disso, meh), e tinha um amigo onde ia a casa dele jogar ps1. Obviamente anda a chatear os meus pais para me comprarem uma ps1 e no natal foi o que recebi. Lembro-me como se fosse ontem. Fiquei muito contente e fui logo "viciar" Tekken 3 e Crash Bandicoot, que foram sem dúvida dos titulos que mais me marcaram naquela altura, para além de muitos outros como Syphon Filter, Gran Turismo 2 e GTA.
    Por influências externas perdi muitos jogos excelentes na ps1 e devido ao seu elevado preço fiz algo de que não me orgulho e que não vou mencionar aqui pois não é permitido.
    Esta consola acompanhou-me durante muito tempo, e como gostava tanto, todos os meses comprava a revista oficial playstation, e ainda hoje as tenho, cerca de mais de 50 números que comprei de 2000 até a revista acabar.

    A geração Dreamcast/Xbox/PS2 passou ao lado da minha casa, apenas as jogava em casa de amigos e nunca me interessei muito na altura, visto que só jogava jogos multiplayer e para o fun. Além disso em 2003 tinha comprado um PC novinho em folha (Este que ainda hoje uso XD) e pela primeira vez tinha internet em casa o que me fez virar para o PC Gaming, mas não tanto pela vertente online, isso só mais tarde.
    Em 2006 virei-me para os jogos online, mas sem dedicar demasiado tempo, apenas algumas horas semanais.
    Este ano de 2009 foi a minha volta em grande para o mundo dos videojogos e das consolas caseiras.
    Andava um dia a mexer na minha tralha e encontrei a minha ps1 arrumada, e decidi jogar um pouco.
    Joguei Tekken e voltei a sentir-me um miudo de 8 anos por momentos. Graças a isso decidi, em Agosto, adquirir uma PS2 em segunda mão e começar a ver o que perdi, comecei com FFX que gostei e com 60h de jogo ainda não acabei, God of war, MGS Subsistence entre outros jogos fantásticos.
    Decidi também começar a comprar algumas miticas consolas e que não tive oportunidade de jogar, como o caso da Saturn, Spectrum, N64, Dreamcast, entre outras que ainda estou para adquirir.

    Em relação à New Gen, ainda não adquiri nenhuma, mas amanhã vou buscar a 1ª e a única que de momento penso valer a pena adquirir devido à vasta gama de titulos interessantes e inovadores, a Wii.
    Apesar disso acho que a PS3 e a 360 são excelentes consolas, mas não disponho de tempo nem de Lcd para as aproveitar ao máximo, por isso tanto uma como outra ficam para 2010.
     
  15. iKE Mega Mushroom
    aa

    iKE
    Mensagens:
    14.692
    Não. E já sei qual era, era o Gynoug. Mas agora que vejo, o jogo não era assim lá grande coisa.
     
  16. Zetsu Spring Mushroom
    aa

    Zetsu
    Mensagens:
    9.457
    Este tópico é giro de se ler XD

    Vou tentar resumir, primeiro contacto mesmo foi numa NES com o jogo Ice Climbers, Circus Charlie e Robocop. Ice Climbers é bem capaz de ter sido o primeiro jogo que joguei. A NES não era minha e a minha primeira consola acabou por ser um clone da NES com vários jogos no cartucho, durou pouco mas mesmo antes de ter morrido deram-me uma Master System e aquilo era Alexx Kid a tarde toda com bosses de pedra,papel,tesoura que me irritavam, mais o Donald e o Taz que me fartava de jogar, Fantasy Zone, e mais uns quantos. Passado uns tempos tive a sorte de ter a SNES e a MD ao mesmo tempo, mas na altura como a maioria dos putos tinha MD eu acabei por jogar mais na MD e a SNES muito menos jogos. Entretanto sempre fui muito arcade player e na altura o que não faltava nos CCs era máquinas, até Donkey Kong Country joguei nas arcades, a primeira vez que joguei Crazy Taxi foi numa arcade em Famalicão ainda nem havia DC cá, o Rapid River com aquela canoagem frenética, Panic Park, Crocodile Panic eram filas, KOF 97, SF2, muita máquina arcade experimentei eu e ainda hoje se tiver a rara (mesmo muito rara) oportunidade de jogar não resisto a gastar uma moedita. Mais tarde como o namorado da minha irmã também tinha consolas, mal saiu a Saturn eu esteva lá sempre a jogar, saiu a PS e pronto acabei por escolher essa, mas jogava nas duas de inicio, até a PS começar a ter muito mais jogos. A N64 veio mais tarde porque era cara na altura e a PS tinha muito jogo que nem deixava pensar na N64, ainda assim conseguia jogar na casa de amigos. DC veio por acaso, e ainda bem que veio, depois a PS2, GC e só ficou de lado a Xbox. Mas sempre achei que as consolas eram todas boas, nem que fosse só para um jogo. PC nunca liguei muito para jogos. A minha primeira portátil foi a DS, antes só jogava nas portáteis de amigos e quase sempre tinha um GameBoy/Color/Adv emprestado até uma GG. E pronto, actual geração começou com a DS e Wii, wada, wada, wada...

    Melhor sala de arcades do país era uma no CascaisShopping que era grande como tudo.
     
  17. Rony G Golden Mushroom
    aa

    Rony G
    Mensagens:
    24.128
    Switch FC:
    8447-5049-1309
    inicialmente tinha um ringue de patinagem e um simulador virtual!!! :please:
     
  18. BigLord Golden Mushroom
    aa

    BigLord
    Mensagens:
    21.958
    NN ID:
    BiigLord
    Começou tudo em 86, quando nasci, o meu pai arranjou um spectrum. Deixou-o em casa dos pais dele, meus avós, mas quando ia lá lá dava uns toques, levou-me ao colo umas quantas vezes. Em 88 (acho eu. O meu pai disse-me que eu só tinha 2 anos, portanto ou era 88 ou 89) dei uns toques no spectrum também, sob o olhar atento do meu pai... o resto é história.

    Ele foi comprando computadores melhores e mais potentes, joguei imensas, omg TANTAS pérolas graças a isso... infelizmente não sei dizer exactamente que computadores tive, mas sei que passei por um que tinha MS-DOS e Win3.5, um que tinha windows 95, um com windows 98 S.E. (que ainda está aqui ao meu lado) e agora tenho um portátil (que já não foi o meu pai a comprar).

    Se eu pudesse de repente dizer qual terá sido o meu primeiro jogo... francamente, não me lembro. O que me lembro de jogar mais vezes, esse sim lembro-me bem, era um Space Invaders no MS-DOS que tinha cores todas FABULOSAS!!!<3 (seca). O jogo era extremamente divertido. Também tinha o Dyna Blaster (lol.bomberman com outro nome) que era espectacular para se jogar com muitas pessoas. E havia um jogo que era basicamente tetris em 3D, visto de cima, que a minha mãe e o meu pai adoravam jogar. E os Prince of Persia... OMG os PoPs originais :yes:

    Claro que a partir dos dois anos foi jogar até mais não, se calhar o meu pai até fez mal, heh :suado: era engraçado porque ele comprava todos os anos um FIFA novo e eu fiquei com a ideia de que fazer tal coisa era sagrado (mas naquela altura um ano de inovações até era importante, hoje em dia... meh). Jogar FIFA com ele era chato porque ele vencia sempre ;_;

    (depois comecei a ganhar eu :bwaha: )


    Enfim, memórias de pc... De consolas, a minha primeira foi a Master System e foi comprada para podermos jogar enquanto íamos de férias (só comprámos um gameboy colour mais tarde). Phantasy Star era espectacular para mim, que nem sequer sabia da existência da NES (true story) e ter o Sonic the Hedgehog embutido? Quem me dera que mais consolas tivessem feito o mesmo, mesmo actualmente........

    Depois, veio a Sega Saturn (nunca tive uma Mega Drive, meh)... Virtua Fighter 2 continua a ser, para mim, dos melhores fighters que há por aí. Manx TT superbike só era ultrapassado em awesomeness pelo Road Rash (no PC), pra mim.

    Devido à craze dos gameboys o meu pai arranjou-me um Gameboy colour e o Wario Land 2, mais um tetris DX para ele e para a minha mãe (eram fanáticos do tetris e a minha mãe ainda hoje gosta de jogar). Eu já tinha jogado GB antes, com a ajuda de amigos, mas ter um verdadeiramente meu era óptimo... e a minha mãe proibiu-me de o levar prá escola. HAHAHA, yeah right :lol: levar à socapa for the win!

    Eeee depois o meu pai faleceu de ataque cardíaco. Deixei de poder simplesmente ficar parado à espera que ele me levasse jogos. Agora tinha de me mexer... coisa que não fiz durante cerca de 4 anos. Um dia fui a casa de um amigo e ele tava a jogar SSB. Fiquei fascinado com o jogo, e ainda mais fiquei quando descobri que o jogo já tinha uma sequela chamada Melee... SSBM.

    Claro que foi por causa disso que comprei a Gamecube, e mais tarde a Wii. A minha Gamecube foi palco de imensas batalhas de vários géneros, e apaixonei-me pela Nintendo devido ao SSB. Já tinha jogado marios, mas só no Gameboy (e gostava muito deles, claro). Lixei-me financeiramente devido a isso, eu que nunca tinha tido problemas de dinheiro, mas valeu bem a pena... Entretanto a minha irmã quis uma DS devido ao Nintendogs (era moda na escola, na altura) e também me apaixonei pelos outros jogos que a consola tinha (se bem que o Nintendogs até está bem feito, para o que é, não há dúvida que é título AAA).

    Ah... ia-me esquecendo das arcades. O meu pai adorava arcades, mas preferia não gastar dinheiro nelas, e aconselhava-me nesse sentido. Portanto, nunca me dei muito bem com elas, apesar de adorar jogá-las de vez em quando... Mas também, nunca tive muitos amigos com quem jogar, fora a família -.-'

    Se me perguntarem qual foi o meu melhor jogo, é como perguntar-me qual é o meu melhor filho. É impossível dizer! (não é porque ainda não sou pai, derp. Vocês percebem). Todos os jogos que joguei fazem parte da minha história e moldaram-me na pessoa que sou hoje... o que pode não ser boa coisa, hehe.
     
  19. iKE Mega Mushroom
    aa

    iKE
    Mensagens:
    14.692
    ^jogaste o Phantasy Star e fizeste muito bem. PS> Dragon Quest I, II, III e IV> Final Fantasy I e II. :hero:
     
  20. BigLord Golden Mushroom
    aa

    BigLord
    Mensagens:
    21.958
    NN ID:
    BiigLord
    Atenção que só joguei o 1º Phantasy Star, nem sabia que a saga tinha continuado, heh.
     

Partilhar esta Página

  1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies.
    Remover anúncio