Dreamcast Rival Schools

Discussão em 'Outras plataformas' iniciada por Zetsu, 29 de Janeiro de 2010.

  1. Zetsu Spring Mushroom
    aa

    Zetsu
    Mensagens:
    9.458
    [​IMG]

    Rival Schools foi lançado no Japão em 1997 e na Europa em 1998, devo lhe ter posto as mãos em cima ou em 98 ou em 99. De qualquer modo fiquei fã desde o primeiro momento. Ainda para mais numa altura em que ver alunos das escolas à porrada era quase como bater no repetente da sala.

    Na cidade de Aoharu vários alunos e professores de diferentes escolas estão a desaparecer. Felizmente que todas as escolas têm bons samaritanos que decidem investigar para descobrir e capturar o responsável. Todos concordam que a melhor maneira de o fazer é bater naqueles que se meterem no caminho. Cada um tem uma razão pessoal para o fazer mas todos estão empenhados em atingir um fim em comum, ao contrario da maioria dos outros jogos de luta onde apenas um punhado de personagens têm influencia na trama principal.

    [parsehtml]<object width="560" height="344"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/2STgVHTIFGs&hl=pt_BR&fs=1&"></param><param name="allowFullScreen" value="true"></param><param name="allowscriptaccess" value="always"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/2STgVHTIFGs&hl=pt_BR&fs=1&" type="application/x-shockwave-flash" allowscriptaccess="always" allowfullscreen="true" width="560" height="344"></embed></object>[/parsehtml]​

    O sistema de combate usa 4 botões ao estilo KOF mas tem também air combos e carradas de specials para usar como em MVC. Podemos escolher duas chars e não sendo possivel trocar a meio do combate, pode-se usar um ataque em conjunto. O jogo implementa uma técnica defensiva chamada Tardy Counter que permite atacar durante uma defesa. Os jogadores sentem-se um pouco tentados em basear o seu jogo no contra-ataque visto que nem sequer consome saúde ou special, mas aplicar pressão com combos rápidos, dodges e grabs não deixa que a técnica estrague o sistema de combate. Em Tatsunoko vs Capcom o Batsu continua com este sistema de defesa(ligeiramente alterado) em relação aos outros personagens que não o podem usar.

    [parsehtml]<object width="560" height="344"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/zsfprZ2pN1s&hl=pt_BR&fs=1&"></param><param name="allowFullScreen" value="true"></param><param name="allowscriptaccess" value="always"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/zsfprZ2pN1s&hl=pt_BR&fs=1&" type="application/x-shockwave-flash" allowscriptaccess="always" allowfullscreen="true" width="560" height="344"></embed></object>[/parsehtml]​


    De inicio tinha como preferidos o casal Hideo e Kyoko, a Kyoko tinha um estilo de agarramentos que com muito esforço pode-se comparar a Mature ou Vice de KOF mas com mais pontapés de salto alto, e Hideo porque se assemelhava a Ryu de SF, mas conseguia disparar Hadokens no ar à Vegeta. Com o tempo fiquei a gostar mais do Hayato com paulada de meia noite e da Akira com aqueles timings marados e alterações constantes de high/low.

    Na sequela da Dreamcast a historia de raptos continua, e de resto não tem grandes alterações para além de mais personagens e os trios em vez de duplas. Aqui podem escolher três personagens e fazer ataques a três que gastam 3 special de um máximo de 5 (no primeiro jogo o máximo era 9) e claro os tags a dois. Os "trio-tag-attacks" não são exclusivos para cada personagem mas antes para as escolas que representam. E vão desde espectaculares coreografias de pancada(certamente encenadas por Kyosuke Kagami) a rodas humanamente impossíveis que atropelam o adversário. Podem também tentar interromper os tag a dois, chamando a terceira personagem.

    [parsehtml]<object width="560" height="344"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/K94rjbw4WHE&hl=pt_BR&fs=1&"></param><param name="allowFullScreen" value="true"></param><param name="allowscriptaccess" value="always"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/K94rjbw4WHE&hl=pt_BR&fs=1&" type="application/x-shockwave-flash" allowscriptaccess="always" allowfullscreen="true" width="560" height="344"></embed></object>[/parsehtml]​
    2nd combate, Momo pior que Sagat

    Fico com pena de que ao longo do tempo se tenha perdido o gosto pelas intro em anime, especialmente na época das 128bits. Project Justice não foi excepção com a intro a mostrarem apenas artwork com imagens in-game, e sem aqueles finais especiais. Além de que os finais deixaram de ser para cada personagem mas apenas para as escolas. Mesmo assim a Capcom conseguiu um bom resultado.

    Existem algumas diferenças entre as diferentes versões para consola:

    Shiritsu Justice Gakuen: Legion of Heroes
    (PSone NTSC-J):
    Conta com 2 personagens extra em relação à versão arcade (Hayato e Daigo), um CD extra chamado Evolution que inclui mini-jogos, um modo sim-date com criacção de personagens que vão ganhando ataques conforme a relação com as personagens do jogo e depois pode ser usado no arcade mode, e versões alternativas de Hinata, Kyoko, Tiffany e Natsu.


    Rival Schools: United By Fate
    (PSone NTSC/PAL):
    Continua a ser uma edição de dois discos, mas o disco Evolution perde o modo de criacção de personagens que estava para ser incluido inicialmente como "School Life Mode" mas foi retirado por exigir mais tempo para a localização.

    Justice Gakuen: Nekketsu Seisyun Nikki 2 (PSone NTSC-J):
    Esta versão saiu apenas no Japão e apresentava duas novas personagens (Ran e Nagare), mais mini-jogos e um modo Date-Sim renovado.

    Moero! Justice Gakuen (Dreamcast NTSC-J):
    São incluídas novas personagens (Momo, Zaki, Yurika, Kurow/Vatsu, Chairperson, Wild Daigo, Burning Batsu, Demon Hyo) e perde-se Sakura de SF, não inclui mini-jogos mas adiciona um modo Sim-Date ao estilo jogo de tabuleiro.

    Project Justice: Rival Schools 2 (Dreamcast NTSC/PAL):
    Mais uma vez o modo Date-Sim é retirado por motivos de localização e para não atrasar o lançamento ocidental. Tudo o resto permanece igual.

    sites com diversa info sobre a série
    http://www.projectjustice.tk/
    http://hg101.kontek.net/rivalschools/rivalschools.htm

    Quando vai ser lançado o Rival Schools 3?
    Recentemente, como quem diz o mês passado, foi feito um post no capcom-unity a falar de um possivel port da versão PSone para a PSN Store. Alguns problemas com licenças, principalmente a nível de vozes, não permitem que o jogo seja reeditado. E por consequente não está prevista uma terceira entrada na série. A Capcom tem preferido relegar estas séries para terceiro plano, e reaproveitar algumas das personagens para cross overs, como é também o caso da série DarkStalkers. É pena, mas tal como Shenmue 3 prefiro continuar a acreditar que ainda vai surgir um Rival Schools 3.

    E mais?
    Existem mangas, comic da UDON, figuras etc. mas nada de anime infelizmente. Talvez o Relisys me dê a sua Kyoko.

    Kyosuke em CVS 2
    [​IMG]

    Hideo em Namco x Capcom (também tem a Kyoko)
    [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=nE76yRKfhOQ[/youtube]

    Batsu em Capcom Fighting All-Star (cancelado)
    [​IMG]

    Grande parte das personagens aparece no Capcom Vs SNK Card Clash Battle.

    Ontem chegou-me finalmente a versão japonesa de do 2 :yes:
    [​IMG]
    Agora só me falta o 3 ;__;

    E pronto, podem voltar ao TVC.
     
    Última edição pelo moderador: 11 de Janeiro de 2015
  2. Bernkastel Golden Mushroom
    aa

    Bernkastel
    Mensagens:
    21.343
    É uma série interessante, mas acho que está longe do que a Capcom já fez de melhor. A jogabilidade não pegou muito comigo naquele não-sei-se-quero-ser-2d-ou-3d. Mas vale a pena experimentar nem que seja só por curiosidade.

    Falo dos dois que joguei, o United by Fate e o Project Justice. Nada de versões NTSC-J for me.

    Pode sempre contar comigo Zetsu, nunca te trocarei pelo Tatsucocko.
     
  3. Zetsu Spring Mushroom
    aa

    Zetsu
    Mensagens:
    9.458
    Acho que se pode encarar como 2D, sem ser o dodge o resto é semelhante a fighters 2D. Claro que fica melhor assim do que rolarem para trás do adversário já que os gráficos são em 3D. Mesmo assim consegue ser competitivo, ainda o ano passado houve um torneio disto no Japão.

    Cá em pt é que deve se contar pelos dedos os que o jogaram :/
     
  4. Johe Bee Mushroom
    aa

    Johe
    Mensagens:
    3.039
    Por acaso este é daqueles jogos que adorava ter jogado, mas que nunca tive a oportunidade.
     
  5. neveda Redactor Chefe
    aa

    neveda
    Mensagens:
    33.290
    NN ID:
    neveda
    Switch FC:
    5357-7881-4111
    infelizmente só tenho o United by Fate
     
  6. _voke_ Bee Mushroom
    aa

    _voke_
    Mensagens:
    3.608
    --
     
    Última edição: 1 de Abril de 2019
  7. jabun Colaborador
    aa

    jabun
    Mensagens:
    6.715
    NN ID:
    jabun22
    Switch FC:
    4704-5392-9413
    Análise MultiConsolas nº8, Junho 2001

    [​IMG]
     
    Última edição pelo moderador: 11 de Janeiro de 2015
  8. Gurren Lagann Question Coin
    aa

    Gurren Lagann
    Mensagens:
    47
    O jogo é tão subvalorizado...

    Quando a Capcom fazia jogos que eu gostava e apelava mais à criatividade e não às massas...
     
  9. Zetsu Spring Mushroom
    aa

    Zetsu
    Mensagens:
    9.458
  10. jabun Colaborador
    aa

    jabun
    Mensagens:
    6.715
    NN ID:
    jabun22
    Switch FC:
    4704-5392-9413
    Este é daqueles jogos que sempre me chamaram à atenção, mas nunca cheguei a experimentar. Infelizmente a versão DC já não se encontra barata -.-'

    Excelente o video que o Zetsu postou
     
  11. OdinSphere Mini Mushroom
    aa

    OdinSphere
    Mensagens:
    170
    Este jogo é tão bom, mas tão bom, que o Ken tem uma referência a ele no Street Fighter Alpha 3!
     
  12. littlebloodyangel 1-Up Mushroom
    aa

    littlebloodyangel
    Mensagens:
    2.027
    Revista Oficial PlayStation, nº 39/40
    Ano: 1998
    Capa:
    [imgt]http://img24.imageshack.us/img24/5107/wbe7.jpg[/imgt]


    [​IMG][​IMG]
     
    Última edição pelo moderador: 11 de Janeiro de 2015

Partilhar esta Página

  1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies.
    Remover anúncio